PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Sarto começa a visitar possíveis locais de vacinação contra a Covid-19

Prefeito também realizou visita em escolas públicas para avaliar o retorno das atividades assim que houver autorização sanitária

Filipe Pereira
11:04 | 04/01/2021
José Sarto (PDT) visita possíveis pontos de vacinação contra Covid-19 em Fortaleza (Foto: Instagram)
José Sarto (PDT) visita possíveis pontos de vacinação contra Covid-19 em Fortaleza (Foto: Instagram)

O prefeito José Sarto realizou na manhã desta segunda-feira, 4, durante seu primeiro dia de gestão, visita a possíveis locais de vacinação contra a Covid-19 em Fortaleza. O gestor esteve no Hospital da Mulher, no bairro Jóquei Clube, e no Ginásio Aécio de Borba, no Benfica. Ele chegou ao local acompanhado da secretária da Saúde, Ana Estela. 

Segundo o pedetista, a depender da vacina que for liberada oficialmente, há necessidade de estabelecer planos alternativos, uma vez que cada uma tem especificidades de aplicação e armazenamento. "A gente está acompanhando, vendo quais são os planos alternativos para, preventivamente, antes de saber qual vacina vem, a gente já procurar estabelecer estratégias, de A a Z", afirmou.

A possível escolha do Hospital da Mulher, explicou Sarto, deve-se a uma ampla área com alas separadas para pacientes com Covid-19 e para outros perfis de atendimento. "O ingresso (de pacientes) é feito de maneira isolada. E tem uma área física que daria para fazer uma estrutura de vacinação, a depender da vacina, sem atrapalhar o cotidiano do hospital", ressaltou.

Na mesma manhã, o prefeito também visitou as escolas municipais José Bonifácio de Sousa, no bairro Pici, e Madre Tereza de Calcutá, no Bairro de Fátima, para acompanhar a requalificação das unidades para uma futura retomada das aulas presenciais. No momento, esteve presente a secretária da Educação em Fortaleza, Dalila Saldanha. 

"Preliminarmente, temos que garantir a saúde e dos alunos e dos professores para que a gente possa num tempo curto já com a garantia da imunização a gente já acelerar esse processo, antecipar etapas e, no momento que houver autorização sanitária, possamos estar aptos a volta do ensino misto", disse o pedetista em vídeos nas redes sociais. 

Junto com as ações de saúde, a iniciativa faz parte das medidas prioritárias do novo governo, que estuda já estuda realização do ensino híbrido, ou seja, presencial e remoto assim que houver autorização sanitária. "São grandes e complexos os desafios. Na manhã visitamos as atividades da para entender e compreender o que seria possível de realizarmos para um plano emergencial nos 100 dias de governo", completou Sarto.