PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Com suspeita de Covid-19, Boulos cancela agenda de compromissos

A decisão foi tomada após a deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL-SP), que esteve com Boulos na última semana, ter testado positivo para a Covid-19

19:28 | 24/11/2020
Boulos deve retomar agenda de compromissos somente quando sair resultado de teste, que irá fazer nesta quarta-feira, 25 (Foto: Mateus Dantas em 22/08/2019)
Boulos deve retomar agenda de compromissos somente quando sair resultado de teste, que irá fazer nesta quarta-feira, 25 (Foto: Mateus Dantas em 22/08/2019)

Guilherme Boulos, candidato do PSOL à prefeitura de São Paulo, suspendeu sua agenda de compromissos por suspeita de Covid-19. De acordo com informações da CNN Brasil, Boulos informou decisão na manhã desta terça-feira, 24, e a medida de prevenção foi tomada após a deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL-SP), que esteve com ele na última semana, ter testado positivo para a doença. 

Segundo reportagem, o candidato cumpriu sua agenda na manhã desta terça, mas se recusou a realizar a caminhada nas ruas que sempre realiza. Apesar de afirmar que o contato que teve com a deputada foi "esporádico" e que ambos estavam de máscaras, Boulos vai evitar manter contato com as pessoas até sair o resultado do teste para a doença, que irá fazer nesta quarta-feira, 25.

| LEIA MAIS | Quando sai a próxima pesquisa Ibope para prefeito de São Paulo no 2º turno das eleições 202

O candidato ainda reclamou da demora em marcar um teste drive-thru nos laboratórios e até mesmo em hospitais particulares, afirmando que fato é "expressão" no aumento de casos da doença que a cidade paulista tem apresentado. Até sair o resultado do teste, Boulos deve participar de eventos e de entrevistas apenas de forma virtual.

Guilherme disputa o segundo turno da eleição à prefeitura de São Paulo com Bruno Covas (PSDB). Na pesquisa mais recente de intenções de votos, do instituto Datafolha, divulgada na madrugada desta terça-feira, 24, pelo jornal Folha de São Paulo, o tucano segue na liderança com 55% dos votos válidos, contra 45% de Boulos.