PUBLICIDADE
Política
Noticia

Veja os números da 1ª pesquisa Ibope para prefeito de Fortaleza

Primeira pesquisa do Instituto Ibope para a eleição em Fortaleza foi divulgada na noite desta quarta-feira, 14 de outubro

19:31 | 14/10/2020
Primeira pesquisa Ibope para o cenário em Fortaleza foi divulgada na tarde desta quarta-feira, 14 de outubro (Foto: Divulgação)
Primeira pesquisa Ibope para o cenário em Fortaleza foi divulgada na tarde desta quarta-feira, 14 de outubro (Foto: Divulgação)

Primeira pesquisa do Instituto Ibope para a eleição em Fortaleza foi divulgada nesta quarta-feira, 14 de outubro (14/10), e mostra Capitão Wagner (Pros) liderando com 28% das intenções de voto. Ele é seguido pela ex-prefeita Luizianne Lins (PT), com 23%, e por José Sarto (PDT), com 16%.

Por conta da margem de erro de quatro pontos percentuais para mais ou para menos, Capitão Wagner e Luizianne se encontram tecnicamente empatados. A ex-prefeita também está empatada com o terceiro colocado na pesquisa, José Sarto.

Confirma o percentual apontado para cada candidato na pesquisa Ibope:

Capitão Wagner (Pros): 28%
Luizianne Lins (PT): 23%
José Sarto (PDT): 16%
Heitor Férrer (SD): 6%
Celio Studart (PV): 4%
Renato Roseno (Psol): 3%
Heitor Freire (PSL): 1%
Anízio (PCdoB): Menos de 1%
Samuel Braga (Patri): Menos de 1%
Paula Colares (UP): Não foi citada
José Loureto (PCO): Não foi citado
Indecisos: 7%
Branco/Nulo: 12%

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na quinta-feira passada, 8, e registrada com o número CE-05307/2020. O nível de confiança estimado é de 95% e a margem de erro é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi contratada pela TV Verdes Mares.

Taxa de rejeição

A pesquisa Ibope também perguntou aos eleitores em quais dos candidatos eles não votariam de jeito nenhum na disputa deste ano. Confira os resultados deste ponto da pesquisa:

Luizianne (PT): 36%
Cap Wagner (Pros): 33%
Sarto (PDT): 17%
Férrer (SD): 15%
Roseno (Psol): 13%
Freire (PSL): 11%
Anizio (PCdoB): 10%
Célio (PV): 9%
Paula Colares (UP) 9%
Samuel Braga (Patri): 9%

Avaliação do governo Roberto Cláudio

O Ibope também perguntou como os eleitores avaliam a gestão Roberto Cláudio (PDT) na Prefeitura de Fortaleza:

Ótimo: 12%
Bom 37%
Regular: 35%
Ruim: 4%
Péssimo: 10%
Não sabe: 2%

Avaliação do governo Camilo Santana

O Ibope também perguntou como os eleitores avaliam a gestão Roberto Cláudio (PDT) no Governo do Ceará:

Ótimo: 19%
Bom: 37%
Regular: 30%
Ruim: 4%
Péssimo: 8%

Avaliação do governo Jair Bolsonaro

O Ibope também perguntou como os eleitores avaliam a gestão Jair Bolsonaro na Presidência da República:

Ótimo: 10%
Bom: 16%
Regular: 25%
Ruim: 8%
Péssimo: 39%
Não souberam: 2%

Como está o cenário da eleição em Fortaleza?

Eleitores de Fortaleza escolherão nos próximos dias 15 e 29 de novembro o sucessor de Roberto Cláudio (PDT) na prefeitura da capital cearense.

A continuidade do grupo do prefeito, representado na disputa por José Sarto (PDT), é desafiada hoje sobretudo pelo deputado Capitão Wagner (Pros), que tem apoio do presidente Jair Bolsonaro na disputa. Luizianne Lins (PT) corre por fora.

Quanto mais próximo fica o dia da eleição, mais pesquisas de opinião tentam prever ânimos das urnas perguntando aos eleitores em quem eles pretendem votar na disputa.

O POVO irá manter atualizações periódicas sobre o prognóstico da disputa a cada nova pesquisa eleitoral divulgada, onde o leitor poderá acompanhar a evolução da disputa e quais os cenários mais prováveis de seu resultado.

Quem lidera em São Paulo e Rio de Janeiro?

Em São Paulo, pesquisas mais recentes mostram Celso Russomanno (Republicanos) como líder isolado, com 27% das intenções de voto. Ele é seguido por Bruno Covas (PSDB), com 21%, e Guilherme Boulos (Psol), com 12%.

Já nas pesquisas para o Rio de Janeiro, o ex-prefeito Eduardo Paes (DEM) é líder isolado com 30% das intenções de voto. Ele é seguido pelo atual prefeito, Marcelo Crivella (Republicanos). Disputam o terceiro lugar as candidatas Martha Rocha (PDT), com 10%, e Benedita da Silva (PT), com 8%.

Qual a influência de Bolsonaro, Lula e Ciro na eleição de Fortaleza?