PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

"O fake da FGV destruiu a minha carreira no MEC", afirma Decotelli

Ex-ministro da Educação apresentou à revista Época fotos de seis prêmios concedidos a Decotelli pela FGV

08:59 | 02/07/2020
Em placa de homenagem, Decotelli é chamado de professor pela FGV (Foto: Reprodução/Época)
Em placa de homenagem, Decotelli é chamado de professor pela FGV (Foto: Reprodução/Época)

Carlos Alberto Decotelli pediu demissão do cargo de ministro da Educação antes mesmo de tomar posse, após supostas inconsistências serem apontadas em seu currículo. Uma delas é a de que ele teria sido professor na Faculdade Getúlio Vargas (FGV). A instituição declarou que Decotelli não fez parte do seu time de professores e pesquisadores.

No entanto, Decotelli apresentou à revista Época fotos de seis prêmios da FGV em reconhecimento ao trabalho do economista como docente nas turmas de MBA. “O fake da FGV destruiu a minha carreira no [Ministério da Educação] MEC”, afirmou Decotelli à revista. Ele ainda disse que reservaria a quarta-feira, 1º de julho, para se “reorganizar emocionalmente”.

Uma placa de homenagem da turma de Gestão Financeira em 2016 está destinada ao “professor homenageado” Carlos Alberto Decotelli da Silva: "Tão bonito quanto realizar seus próprios sonhos é ajudar os outros a realizarem os seus. Por sua contribuição nessa caminhada, muito obrigado", diz a placa.

As informações são da Revista Época.