Participamos do

Cartaz com "AI-5" é encontrado na casa do advogado de Bolsonaro, onde Queiroz foi preso

O decreto é considerado o mais severo emitido pelo Regime Militar (1964-1985)
12:49 | Jun. 18, 2020
Autor Carlos Holanda
Foto do autor
Carlos Holanda Repórter
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Na casa do advogado da família Bolsonaro, Frederick Wassef, em Atibaia (SP), imagens divulgadas pela Polícia Civil de São Paulo mostram cartaz que faz menção ao Ato Institucional Número 5 (AI-5), de 1968, o mais rigoroso dos 17 decretos emitidos pelo Regime Militar (1964-1985).

Foi o dispositivo que reforçou o autoritarismo vigente naquele período, com cassação de liberdades e e torturas. O cartaz é rodeado por três bonecos de Tony Montana, o traficante cubano interpretado pelo ator Al Pacino em Scarface, filme de 1983.

Acompanhe informações sobre o Caso Queiroz na home do O POVO Online 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Foi na casa que Fabrício Queiroz foi preso na manhã desta quinta-feira, 18, durante a Operação Anjo, deflagrada para cumprimento de prisões preventivas relacionadas ao inquérito que apura recolhimento de parte dos salários de servidores para enriquecimento ilícito do então deputado estadual Flávio. É o que se conhece como "rachadinha".

Informação contida em relatório de 2018 do Conselho de Atividades Financeiras (Coaf) é de que Queiroz movimentou R$ 1,2 milhão. Transações incomuns para o padrão econômico de um assessor parlamentar e policial militar aposentado.

 

Podcast Jogo Político:

 


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags