PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Deputada envolvida nas acusações de Moro é casada com cearense e tem o ex-ministro como padrinho de casamento

Carla Zambelli foi apontada por Moro como autora da proposta de aceitar uma vaga no STF em troca de concordar com as interferências de Bolsonaro no comando da PF

Alan Magno
00:45 | 25/04/2020
Moro fez discurso em homenagem ao casal Carla Zambelli e Aginaldo Oliveira em Brasília
Moro fez discurso em homenagem ao casal Carla Zambelli e Aginaldo Oliveira em Brasília (Foto: reprodução twitter carla zambelli)

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) teria sugerido ao ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, que ele aceitasse a exoneração do diretor da Polícia Federal (PF), em troca de vaga no Supremo Tribunal Federal (STF). A proposta foi revelada, nesta sexta-feira, 24, em conversas divulgadas ao Jornal Nacional (JN) pelo próprio Moro, que foi padrinho de casamento da deputada com o cearense Antônio Aginaldo, atual comandante da Força Nacional Brasileira.

>> Deputada Carla Zambelli casa com cearense comandante da Força Nacional

De acordo com Moro, partiu dela a proposta de oferecer uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF) a Moro, desde que o ex-ministro concordasse com as interferências do presidente Jair Bolsonaro no comando da PF. Após a repercussão das conversas, Zambelli chamou Moro de “traíra”.

Em manifestação em perfil nas redes sociais, a deputada julgou a atitude do ex-ministro como “trairagem” e como sendo um “crime”. Horas antes do vazamento, entretanto, ela lamentava a saída de Moro e afirmava que ele era um exemplo de cidadão. “Sempre terá minha profunda admiração, bem como a gratidão de todos os brasileiros de bem”, dizia o post no perfil oficial da deputada no Twitter.