PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

"Falei que seria uma interferência política, ele disse que seria mesmo", afirma Moro sobre relação do presidente com PF

Em coletiva de imprensa organizada para anunciar demissão, o ex-ministro afirmou que estaria havendo uma violação na autonomia de aplicação na lei e na escolha dos cargos

Filipe Pereira
11:46 | 24/04/2020
Ministro da Justiça Sérgio Moro anunciou saída do governo nesta sexcta-feira, 24/04
Ministro da Justiça Sérgio Moro anunciou saída do governo nesta sexcta-feira, 24/04 (Foto: Fábio Lima)

 

Durante coletiva de imprensa convocada para anunciar sua demissão do Ministério da Justiça, o agora ex-ministro Sérgio Moro, revelou que o presidente Jair Bolsonaro estaria interferindo politicamente na indicação nos cargos da polícia federal e outros órgãos de segurança. Durante pronunciamento, Moro declarou que as demissões não estariam acontecendo com base em escolhas técnicas, mas sim de proximidade.

“O presidente passou a insistir na troca do supervisor geral, mas eu precisava de uma causa, e uma causa relacionada a uma insuficiência de desempenho, pois era um grave, mas pelo que eu vi que é um trabalho bem feito, várias dessas operação importantes, foram relevantes. O problema nas conversas com o presidente era a troca de outros superintendentes. Novamente o do Rio de Janeiro, outros superintendentes da PF de Pernambuco, sem que fosse me apresentado uma razão” afirmou.