PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

"Ciro Gomes deveria saber que o inimigo dele não é o PT", afirma Lula

Em entrevista exclusiva à rádio O POVO/CBN, o ex-presidente declarou que o líder promove uma análise "equivocada e errada" da política brasileira

13:09 | 23/04/2020
A entrevista ocorreu na manhã desta quinta-feira, 23, a jornalistas da rádio O POVO/CBN
A entrevista ocorreu na manhã desta quinta-feira, 23, a jornalistas da rádio O POVO/CBN (Foto: REPRODUÇÃO)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva comentou, em entrevista exclusiva à rádio O POVO/CBN, na manhã desta quinta-feira, 23, sobre os embates políticos com o ex-governador Ciro Gomes (PDT). A conversa também abordou as avaliação do ex-presidente acerca do combate do novo coronavírus no Ceará  e o apoio do ex-presidente a possível candidatura da deputada Luizianne Lins (PT) para prefeitura nas eleições de outubro.

Questionado sobre o impacto das manifestação de oposição de Ciro para a união da esquerda, o ex-presidente declarou que o líder do PDT no Ceará promove uma análise “equivocada e errada” da política brasileira ”Ele tenta convencer o público de direita que ele é o inimigo do PT. Como ele acredita a existência do antipetismo, espera que isso vá para ele. Se ele está tentando transformar o PT no inimigo vai perder o dele e não conquistar o lado de lá. Ele deveria saber que o inimigo dele não é o PT” afirmou.

Lula defendeu que as críticas ao PT deve-se ao fato do partido ainda ser “o mais forte de esquerda da América Latina”. “Embora não tenhamos ganhado as eleições, faça uma pesquisa. No Ceará, qual o partido mais admirado? Você vai perceber que o PT vai ultrapassar os 25% e o segundo não vai passar os 2%. Faça em São Paulo e em outros lugares que você vai perceber a mesma coisa” disse.


As declarações também foram de críticas à condução de Bolsonaro (sem partido) no combate ao novo coronavírus. “É uma pessoa que não tem compromisso com a democracia. Tem muita gente querendo ajudar, políticos, governadores, prefeitos e empresários. Ele poderia criar em torno do governo federal uma instituição que pudesse ajudar, ouvir cientistas e fazer as coisas de forma responsável, o que ele não está fazendo” avaliou.

O ex-presidente disse entender as manifestações a favor do retorno gradual das atividades comerciais, porém criticou a ausência de garantia dos empregadores da saúde dos trabalhadores que serão expostos. “Faça um compromisso que na sua fábrica ninguém vai pegar coronavírus e não culpar o governador que está tentando salvar a população" disse.

Sobre as estratégias do partido para as eleições municipais de 2020, Lula afirmou que apoia a pré-candidatura da deputada federal Luizianne Lins à Prefeitura de Fortaleza para eleições de outubro próximo. Ele também elogiou as políticas de combate a Covid-19 no Ceará, destacando a boa condição do governador Camilo Santana (PT).
 

Impeachment ou golpe: o que chega primeiro para Bolsonaro? Ouça o Podcast Jogo Político

Listen to "Jogo Político" on Spreaker.