PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Bolsonaro faz insinuação sexual contra jornalista: "Ela queria dar o furo"

Insulto de cunho sexual foi proferido ao citar depoimento de ex-funcionário de agência que disparava mensagens em massa no WhatsApp

12:57 | 18/02/2020
Jair Bolsonaro falou com a imprensa na manhã desta terça, 18
Jair Bolsonaro falou com a imprensa na manhã desta terça, 18 (Foto: Reprodução/Facebook)

O presidente Jair Bolsonaro fez insinuação sexual contra a jornalista Patrícia Campos Melo, repórter da Folha de S.Paulo, ao falar sobre a CPMI das Fake News no Congresso. O insulto teve cunho sexual e arrancou risadas de pessoas próximas ao presidente no momento da entrevista, realizada em frente ao Palácio da Alvorada.

"Ela queria um furo", citando a jornalista. "Ela queria dar o furo a qualquer preço contra mim", continuou o presidente. Bolsonaro riu ao enfatizar "dar o furo" e provocou risadas de quem estava perto, incluindo simpatizantes.

"Lá em 2018, ele (Hans) já dizia que chegava e ia perguntando: 'O Bolsonaro pagou pra você divulgar pelo WhatsApp informações?'", continua o presidente. "E outra, se você fez fake news contra o PT, menos com menos dá mais na matemática. Se eu for mentir contra o PT, eu tô falando bem, porque o PT só faz besteira".

Na última semana, a Folha de S.Paulo revelou conversas da jornalista com o ex-funcionário da Yacows, empresa de disparos de mensagens em massa via WhatsApp, Hans River do Rio Nascimento.

A Folha destacou no último dia 13 que Hans River mentiu em seu depoimento na CPMI das Fake News. Ele afirmou, sem apresentar provas durante a audiência, que a jornalista buscava "um determinado tipo de matéria em troca de sexo".