PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Festival que pede liberdade de Lula reúne grande público em Fortaleza

Organização estima público de até 10 mil pessoas. Artista se revezam em palco na Praça Almirante Saldanha

22:29 | 15/06/2019
Em defesa do ex-presidente Lula, o Comitê Estadual Lula Livre realiza o Festival Lula Livre na Praça do Dragão do Mar. (Tatiana Fortes/ O POVO)
Em defesa do ex-presidente Lula, o Comitê Estadual Lula Livre realiza o Festival Lula Livre na Praça do Dragão do Mar. (Tatiana Fortes/ O POVO)(Foto: Tatiana Fortes/ O POVO)

Músicos, atores, performers juntos para pedir a libertação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Cerca de 100 artistas subiram ontem ao palco montado na Praça Almirante Saldanha, na Praia de Iracema, no Festival Lula Livre Ceará. O evento começou à tarde, com programação de teatro infantil, e seguiu durante a noite com apresentações de artistas como Fernando Catatau, Naira Costa, Mona Gadelha e o Bloco Luxo da Aldeia.

Recobrindo boa parte da área da praça, vestidos de blusas vermelhas, empunhando bandeiras, os manifestantes eram famílias inteiras, jovens, idosos, crianças. Quando questionados sobre os motivo para estarem mobilizados nessa luta, as respostas variavam entre a crença na inocência de Lula - que segue há 1 ano e 2 meses preso na sede da Polícia Federal, em Curitiba -, a não confiança nos processos judiciais, e a ideia de que lutam também por democracia.

"O que me motiva a estar aqui é um sentimento de liberdade, que me faz ter um compromisso com ela. Não necessariamente estou aqui defendendo a bandeira do Lula. Estou aqui defendendo a bandeira da justiça", acredita o professor Romário Bastos. No palco, além do grito de "Lula Livre" repetido por todos os artista, a vereadora Marielle Franco Franco também foi lembrada. O ex-juiz e agora ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, também foi citado algumas vezes, associando-o aos recente vazamentos publicados no site The Intercept.

Para a arquiteta Ana Oliveira, 33, a "luta é para que a justiça e a democracia exista sem ter lados". "Não sei se esse vazamento vão dar em alguma coisa (juridicamente), mas espero que eles deem força a esse movimento", comenta. Para a microempreendedora Adriana Fernandes, 37, os vazamentos devem levar muita gente a mudar de opinião sobre o agora ministro. "Tem muita gente que era a favor do Moro, que o tinha como um super-herói. Agora as pessoas podem ver que tudo foi uma manipulação".

Um dos mais aguardados, Fernando Catatau disse que o festival serve para juntar muita gente que acredita, assim como ele, de que Lula é um preso político, e de que é importante a participação de artistas, pois são "pessoas que tem voz e que falam pra muita gente". Para Carolina Rebouças, uma das cantoras que se revezaram no palco, "a classe artística deve e tem o poder de mobilizar e conscientizar as pessoas", daí a importância do festival.

Salientando de que se trata de um evento organizado voluntariamente pela militância, o deputado federal José Guimarães (PT) esteve presente, além do vereador Guilherme Sampaio e do ex-ministro Aloízio Mercadante (PT).

Domitila Andrade