PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Cadastro biométrico já alcançou 67% dos eleitores

Conforme dados divulgados pelo TSE, a estimativa é que até o final de 2020 cerca de 35 milhões de pessoas, de 1.686 municípios de 16 estados, deverão realizar o cadastro biometricamente

21:27 | 04/06/2019
A biometria é uma tecnologia empregada pela Justiça Eleitoral que permite identificar o cidadão,no momento da votação.
A biometria é uma tecnologia empregada pela Justiça Eleitoral que permite identificar o cidadão,no momento da votação.(Foto: José Cruz/Agência Brasil)

Mais de 98,7 milhões de cidadãos já realizaram o cadastro de suas impressões digitais na Justiça Eleitoral, no qual corresponde a 67,65% do total dos 145,9 milhões de eleitores do País. Os dados foram divulgados nessa segunda, 3, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e a estimativa é que até o final de 2020 cerca de 35 milhões de pessoas aptas a votar, de 1.686 municípios de 16 estados, deverão realizar o cadastro biometricamente.

Conforme a Corregedoria-Geral Eleitoral (CGE), as cidades envolvidas na etapa 2019/2020 do programa encontram-se nos seguintes estados: Acre, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Rondônia, Santa Catarina e São Paulo.

Além do Distrito Federal, nove estados já concluíram o cadastramento de seus eleitores: Alagoas, Amapá, Goiás, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte, Roraima, Sergipe e Tocantins.

Entre as capitais brasileiras, 22 já encerraram a coleta biométrica: Aracaju (SE), Brasília (DF), Belém (PA), Boa Vista (RR), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Macapá (AP), Maceió (AL), Manaus (AM), Natal (RN), Palmas (TO), Porto Velho (RO), Recife (PE), Rio Branco (AC), Salvador (BA), São Luís (MA), Teresina (PI) e Vitória (ES).

Cadastro da biometria

A biometria é uma tecnologia empregada pela Justiça Eleitoral que permite identificar o cidadão, de modo seguro e eficaz, por meio das impressões digitais da fotografia e de sua assinatura. No momento da votação, o reconhecimento das digitais ocorre por meio de leitor biométrico acoplado ao terminal do mesário.

O TSE espera que a Justiça Eleitoral atinja 117 milhões de eleitores cadastrados na biometria para as Eleições Municipais de 2020. A expectativa é que a coleta das impressões digitais do eleitorado em todo o país se encerre até 2022.

David Moura/O POVO Dados