PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Lula comenta fala de Cid: "É uma verdade. Só não precisava chamar de babaca"

Em encontro do PT no final do ano passado, o ex-governador do Ceará gritou aos militantes do partido "Lula está preso, babaca!". O ex-presidente concedeu nesta sexta, 26, sua 1ª entrevista após ser preso

17:30 | 26/04/2019
Lula concedeu primeira entrevista após ser preso.
Lula concedeu primeira entrevista após ser preso. (Foto: reprodução/ Facebook)

Em entrevista exclusiva concedida à Folha de São Paulo e ao jornal El País nesta sexta-feira, 26, o ex-presidente Lula comentou a fala do senador Cid Gomes (PDT) em encontro do PT em Fortaleza, em outubro do ano passado, quando o ex-governador do Ceará gritou aos militantes do partido "Lula está preso, babaca!. Lula também comentou que o Brasil está sendo governado por um "bando de maluco". As informações são da Folha.

Leia mais > Lula concede 1ª entrevista após ser preso e diz: "Não troco minha dignidade pela minha liberdade"

Ao falar sobre a necessidade de diálogo entre partidos de esquerda, Lula citou a polêmica fala de Cid Gomes. Segundo o ex-presidente, o fato não o incomodou, já que ele está realmente preso. "Isso é uma verdade. Só não precisava chamar os outros de babaca", respondeu ele, rindo.

Entre as críticas, ele falou diretamente sobre o presidente Jair Bolsonaro (PSL), afirmando que "ou ele constrói um partido sólido, ou não perdura". Segundo Lula, a elite brasileira deveria fazer uma autocrítica depois do resultado das eleições presidenciais de 2018.

"Vamos fazer uma autocrítica geral nesse País. O que não pode é esse País estar governado por esse bando de maluco que governa o País. O País não merece isso e sobretudo o povo não merece isso", disse ele.

"Imagine se os milicianos do Bolsonaro fossem amigos da minha família?", perguntou o ex-presidente, fazendo alusão ao fato de Flávio Bolsonaro ter empregado parentes de um miliciano em seu gabinete, quando deputado estadual pelo Rio de Janeiro.

Redação O POVO Online