PUBLICIDADE
Política
Previdência

Paulo Guedes desiste de ir ao Congresso para debater reforma da Previdência

Ministro foi convidado a participar de uma reunião da primeira etapa para aprovar a proposta

12:04 | 26/03/2019
O ministro da Economia, Paulo Guedes, desistiu de participar de reunião na Comissão de Constituição e Justiça nesta terça-feira, 26.
O ministro da Economia, Paulo Guedes, desistiu de participar de reunião na Comissão de Constituição e Justiça nesta terça-feira, 26.(Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, desistiu de ir ao Congresso nesta terça-feira, 26. A expectativa era de que Guedes participasse de uma audiência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara para explicar a proposta de reforma da Previdência Social. O secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, deve substituir o ministro na reunião.

De acordo com a Folha de S. Paulo, líderes de partidos independentes ao presidente da República Jair Bolsonaro articulavam um boicote ao debate com o ministro. Guedes teria sido orientado pela equipe política do governo a esperar pela indicação do relator na CCJ. Ainda segundo a Folha, diante da desistência de Guedes, Alessandro Molon (PSB - RJ), líder da oposição na Câmara, deseja cancelar a reunião.

A participação de Paulo Guedes na CCJ aconteceria em meio a divergências públicas entre o presidente Jair Bolsonaro e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sobre a quem cabe a articulação para a aprovação da reforma. Enquanto Bolsonaro diz que a responsabilidade é do Congresso, Rodrigo Maia afirma que o governo não pode "terceirizar" a articulação política e, por isso, deixou de atuar.

 Redação O POVO Online