PUBLICIDADE
Notícias

Codinome ‘Águia’ volta a ser símbolo da Presidência

21:09 | 24/02/2019
Com a eleição de Jair Bolsonaro, a águia está de volta à simbologia da Presidência. "Águia se aproxima", diz um segurança do Planalto para os colegas pelo sistema de rádio. "Águia vai sair agora", informa outro. O grupo de agentes que faz a escolta do presidente só relaxa quando ele entra no Alvorada. "Águia no ninho. Missão cumprida. Ok?"
"Codinome" de Bolsonaro, a águia já foi símbolo da Presidência quando os chefes do Executivo despachavam no Palácio do Catete, no Rio, construção com estátuas da ave no telhado. Foto de Juscelino Kubitschek no heliponto do prédio e na frente das asas de uma delas marcou o governo do presidente "voador".
Não há regra para a escolha do apelido. O ex-presidente Lula era "Eclipse". "O tempo fechava sempre", relataram seguranças do Planalto. Já a presidente cassada Dilma Rousseff era "Cristal". "Se cair, quebra."

Agência Estado

TAGS