PUBLICIDADE
Notícias
ASSISTA AO VÍDEO

No Dragão do Mar, Haddad toca guitarra acompanhado de Luizianne e Guimarães

O petista visita o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, no Centro de Fortaleza, na tarde desta sexta-feira, 15

17:50 | 15/02/2019
Fernando Haddad acompanhado de Luizianne Lins
Fernando Haddad acompanhado de Luizianne Lins

O petista Fernando Haddad, candidato derrotado nas últimas eleições, tocou guitarra acompanhado da ex-prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), e do deputado federal José Guimarães (PT). Ele visita o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, no Centro de Fortaleza, na tarde desta sexta-feira, 15. No local, é realizada a Feira da Música. Os petistas acompanharam o cantor Daniel Groove em apresentação no equipamento cultural.

Durante a manhã, o político almoçou com o governador Camilo Santana (PT). Eles discutiram o cenário político do País e, especialmente, a posição do PT com relação ao tema do momento: a reforma da Previdência, conforme apurou o Blog do Eliomar

O ex-candidato à Presidência ainda recebeu uma bandeira representativa do movimento trans com a inscrição "Lula livre". Ele criticou o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL). "Esse governo tem um problema grave com quem pensa criticamente, seja na ciência, nas artes ou na política. (O Governo) não entende isso como um trânsito da modernidade, mas como uma ameaça a um status quo que eles querem manter ou fazer retroceder", disse. 

Ele ainda ressaltou os movimentos de oposição no País. "Estamos aqui reunido vivos, firmes e fortes, saímos de cabeça erguida das eleições e isso expressa não só um partido ou uma liderança, mas um projeto de sociedade, para onde queremos caminhar", exaltou. 

"O Governo está meio perdido, do ponto de vista de coordenação, mas ele (Bolsonaro) tem um projeto, não sei se é dele próprio, mas o fato é que as propostas estão sendo encaminhadas ao Congresso. São propostas muito ameaçadoras aos direitos trabalhistas e sociais, ao estado social de direito, à segurança jurídica e aos direitos civis", completou.

Igor Cavalcante, com informações de Wanderson Trindade e Henrique Araújo