PUBLICIDADE
Notícias
Família de políticos

Bolsonaro vai "botar ordem na rapaziada dele", diz Mourão sobre filhos do presidente

Ataques de Carlos Bolsonaro a Gustavo Bebianno no Twitter despertaram críticas de aliados do PSL ao filho do presidente

17:46 | 15/02/2019
O presidente em exercicio, Hamilton Mourão, fala à imprensa
O presidente em exercicio, Hamilton Mourão, fala à imprensa

Após ataques de Carlos Bolsonaro (PSL) no Twitter contra o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, o vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, amenizou o clima de tensão no entorno do Palácio do Planalto. Para ele, a crise no Governo não passa de "questões familiares" a serem resolvidas pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL).

“Essas questões são internas. Os filhos são um problema de cada família. Tenho certeza que o presidente, em momento aprazado e correto, vai botar ordem na rapaziada dele”, disse Mourão ao Portal G1 durante evento em Cuiabá. 

Crise

Reportagem do jornal Folha de S. Paulo levantou suspeitas sobre candidaturas laranjas do PSL. Com votação inexpressiva, políticos receberam parcelas significativas de recursos do Fundo Partidário, mas tiveram poucos votos. Os montantes teriam sido repassados a dirigentes do Partido por meio de empresas ligadas a eles. 

À época presidente nacional do PSL, Bebianno virou o centro da crise e tentou abrandá-la afirmando, no início da semana, estar em contato com o presidente. Na quarta-feira, 13, Carlos reagiu à declaração e o apontou o ministro como mentiroso, negando que seu pai tenha conversado com Bebianno. Horas depois, foi a vez de Bolsonaro compartilhar a publicação do filho. 

A postura da família gerou críticas de aliados do presidente. "Casa do presidente é uma coisa, palácio é outra coisa. O Palácio do Planalto não pode invadir a casa do presidente. Não pode ter puxadinho", disse a deputada Joice Hasselmann (PSL). Mesmo com a imagem desgastada, Bebianno nega qualquer possibilidade de pedir demissão.