PUBLICIDADE
Notícias
SESSÃO EXTRAORDINÁRIA

Prefeito de Nova Olinda é afastado por suspeita de irregularidades no uso de dinheiro público

Será convocada uma sessão extraordinária para empossar o vice-prefeito Ítalo Brito Alencar, nesta sexta-feira, 15, durante avaliação da denúncia

00:52 | 15/02/2019
Prefeito afastado Afonso Domingos Sampaio. (Foto: Divulgação)
Prefeito afastado Afonso Domingos Sampaio. (Foto: Divulgação)

A Câmara Municipal de Nova Olinda afastou, por nove votos a dois, o prefeito Afonso Domingos Sampaio (PSD). Ele é acusado de irregularidades na compra de combustível para abastecer a frota da prefeitura entre 2017 e 2018. 

Com um plenário lotado de populares, foi feito um sorteio para que membros da sociedade civil formassem, junto ao Poder Legislativo, uma comissão processante que irá avaliar a denúncia durante o afastamento por um período de 120 dias. Antonio de Deda ficou como presidente da comissão, Tier Feitosa como secretário e Neném Camilo como membro.

Para Afonso, trata-se de "uma perseguição política de ordem de um complô do presidente da Câmara, junto aos vereadores e ao vice-prefeito, que querem assumir o município a qualquer custo". Segundo o prefeito afastado, a sua defesa trabalhará em cima dessa alegação.

Ele ainda diz que as acusações foram feitas a partir da comparação com as despesas de Santana do Cariri e, por isso, seria "infundada". Esta teria gasto R$ 750 mil em combustível, enquanto Nova Olinda teria desembolsado R$ 1,2 milhão. Afonso explica que a diferença existe porque, em sua gestão, os alunos eram transportados em "frota própria", enquanto a outra cidade aloca uma frota e "gasta menos óleo na frota dela porque é pequena". 

Caso sua defesa vença o caso e ele volte a assumir a prefeitura, Afonso crê que as relações com a Câmara não serão comprometidas, apesar de acreditar que sofre "perseguição política". "Dos onze vereadores, nove se elegeram na minha base, na minha coligação. Aí, hoje, nove votaram pelo meu afastamento, é porque é uma perseguição política. Querem que eu deixe (o cargo) porque não pude atender suas reivindicações pessoais", afirma.

O vereador Zé Vieira, presidente da Câmara, informou aos munícipes presentes que será convocada uma sessão extraordinária para empossar o vice-prefeito Ítalo Brito Alencar, nesta sexta-feira, 15, durante avaliação da denúncia.

Colaborou Amaury Alencar