PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Lula vira réu por lavagem de dinheiro em negócio na Guiné Equatorial

17:04 | 14/12/2018
NULL (Foto: )
NULL (Foto: )

[FOTO1]

 

Atualizado às 17h35min 

 

O ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), virou réu outra vez. A Justiça Federal acatou denúncia do Ministério Público e o petista responderá processo por crime de lavagem de dinheiro por ter recebido, supostamente, R$ 1 milhão para mediar relações comerciais entre o grupo brasileiro ARG e o governo da Guiné Equatorial, do presidente Obiang Nguema Mbasogo. A informação é do G1.

 

Conforme o MPF em São Paulo, Lula se beneficiou da quantia, que veio disfarçada em forma de doação da empresa ao Instituo Lula. A movimentação se deu entre setembro de 2011 e junho de 2012.

 

Embasou a ação do MPF e-mails vistos em computadores do Instituto Lula, apreendidos em março de 2016 durante a 24ª fase da Lava Jato, intitulada Operação Aletheia.

 

A denúncia foi apresentada em novembro, no âmbito da Lava Jato, pela força tarefa da operação. Ao receber a denúncia, o advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins afirmou em nota que a nova denúncia é duro golpe no Estado de Direito, já que, na avaliação dele, subverte a lei e os fatos para dar seguimento a uma perseguição política pela via judicial.

 

Também em defesa de Lula, a assessoria do instituto dele afirmou que todas as doações recebidas são legais, além de declaradas, registradas e com todos os impostos pagos.

 

O MPF denunciou também o controlador da ARG. Rodolfo Giannetti Geo por tráfico de influência em transação comercial internacional e lavagem de dinheiro. Como o ex-presidente tem mais de 70 anos, prescreve o crime de tráfico de influência.   

 

 

TAGS