PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Após pedido de Bolsonaro, Eunício Oliveira antecipa horário da posse presidencial

O pedido, conforme a Rádio Senado, foi feito por telefone e prontamente aceito

17:30 | 14/11/2018
NULL
NULL(Foto: )

[FOTO1]

O presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira (MDB-CE), alterou o horário da sessão solene que empossará o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), no dia 1º de janeiro de 2019, no Congresso Nacional.

Inicialmente, o momento estava marcado para 17 horas, mas foi antecipado para as 15 horas. O pedido, conforme a Rádio Senado, foi feito pelo próprio Bolsonaro, que ligou para o senador cearense.

[SAIBAMAIS]

"Ele tinha interesse (e questionou) se eu podia fazer a mudança da posse, em vez de ser 17 horas, ser 15 horas. Disse a ele que não havia nenhuma objeção e que já determinei a mudança", disse o presidente do Congresso Nacional à rádio.
  
Embora simbólica, a passagem da faixa presidêncial na rampa do Congresso Nacional não é a posse. Antes disso, os novos presidentes participam de sessão solene no Congresso Nacional.
  
"É onde realmente o presidente (da República) é empossado e já sai do Congresso como presidente. O presidente (do Senado) Eunício Oliveira é quem conduz a cerimônia", explica a coordenadora de grupo de trabalho para posse no Congresso, Maria Cristina Monteiro.
  
Ainda conforme a Rádio Senado, a cerimônia de posse é planejada desde o início do ano, em março. Equipes do Palácio do Planalto, do Congresso Nacional, do Itamaraty, das Polícias Militar e Legislativa e das Forças Armadas reúnem-se quinzenalmente para acertar detalhes do evento.
  
Em 2015, a penúltima presidente eleita, Dilma Rousseff (PT), chegou ao Congresso Nacional pouco antes das 15h10min, onde assinou termo de posse junto ao então vice-presidente, Michel Temer (MDB). 
 
Redação O POVO Online 

TAGS