PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Saiba o que Bolsonaro e Haddad planejam para a Saúde

Entre as propostas de Bolsonaro está o foco na saúde bucal para gestantes para evitar o nascimento de prematuros. Haddad defende programas como Mais Médicos, Saúde da Família, Samu e Farmácia Popular

09:53 | 23/10/2018
NULL (Foto: )
NULL (Foto: )
Atualizado em 23/10/2018, às 12:24 
[FOTO1]Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL) apresentam propostas para a saúde em seus planos de governo. Bolsonaro sugere “eficiência, gestão e respeito com a vida das pessoas”, com propostas como foco na saúde bucal para gestantes a fim de evitar partos prematuros. Haddad defende programas como Mais Médicos, Saúde da Família, Samu e Farmácia Popular. As propostas constam nas 61 páginas do plano de governo de Haddad e as 81 de Bolsonaro.
 
[SAIBAMAIS]A menos de uma semana do segundo turno, no próximo domingo, 28, O POVO Online publica uma série de matérias com as propostas dos presidenciáveis para diversas áreas, a fim de ajudar o eleitor na decisão nas urnas. Além de Educação e Saúde, serão mostradas as propostas com relação a Segurança pública; Assistência social, Saneamento básico e Igualdade social; Combate à corrupção; Economia e Geração de trabalho; e Meio ambiente. Alguns aspectos não foram tratados nos planos de governo dos dois candidatos, mas foram citados em entrevistas ou declarações durante a campanha. As propostas para a Cultura foram tema de reportagem do Vida&Arte nesta segunda-feira, 22.
 
Confira as propostas:
 
Bolsonaro
- Criar o Credenciamento Universal dos Médicos, que permitirá que “toda força de trabalho da saúde” seja utilizada pelo SUS. “Isso permitirá às pessoas maior poder de escolha, compartilhando esforços da área pública com o setor privado”. 
- Criar a carreira de Médico de Estado para atender as “áreas remotas e carentes do Brasil”.
- Estabelecer nos programas neonatais em todo o País a visita ao dentista pelas gestantes. Segundo o plano de governo, “onde isso foi implementado, houve significativa redução de prematuros”.
- Incluir profissionais de educação física no programa de Saúde da Família, com o
objetivo de ativar as academias ao ar livre como meio de combater o sedentarismo e a obesidade e suas graves consequências à população como AVC e infarto do miocárdio.
 
 
Haddad
- Apoiar o Programa Mais Médicos e a Estratégia de Saúde da Família, o Samu, o Farmácia Popular, Brasil Sorridente, a Rede de Atenção Psicossocial (com os Caps III e residências terapêuticas) e a Rede de Atenção às Pessoas com Deficiência.
- Criar a rede de Clínicas de Especialidades Médicas, em todas as regiões de saúde a fim de articular a atenção básica com cuidados especializados para atender a demanda de consultas, exames e cirurgias de média complexidade. 
- Continuar a luta pela implantação total do SUS.
- Manter uma forte ação de controle do Aedes aegypti.
- Fortalecer os conselhos e conferências de saúde.
 
Redação O POVO Online 
TAGS