PUBLICIDADE
Política
Polêmica

Deputado eleito diz que Bíblia dada a Haddad foi achada no chão; petista diz que livro foi furtado

13:35 | 22/10/2018
"Para meu futuro presidente Haddad", diz suposta dedicatória. (Foto: WhatsApp O POVO)
 
O deputado estadual eleito André Fernandes (PSL) publicou vídeo nesse domingo, 21, em que aparece com a Bíblia que seria a mesma dada como presente ao candidato à Presidência, Fernando Haddad (PT), em sua passagem por Fortaleza.
  
No sábado, 20, o petista esteve na Praça do Ferreira, no Centro, para comício. Na oportunidade, recebeu Bíblia Sagrada de presente de militante petista, identificado como Erineudo Lima. O rapaz ainda agradeceu ao ex-ministro da Educação pela criação da Unilab, em Redenção. "Você, realmente, é o candidato que representa Jesus", declarou. 
 
 
 
"Hadddad esteve aqui em Fortaleza ontem, onde fez comício aqui na Praça do Ferreira. E ele recebeu de um tal de Erineudo uma Bíblia Sagrada. E olha só o que foi achado aqui no chão da Praça do Ferreira, a mesma Bíblia que ele recebeu de presente e antes que você diga que é mentira tá aqui a dedicatória", afirmou o parlamentar. No vídeo, ele abre o livro e mostra o que seria a dedicatória.
 
Veja vídeo de André Fernandes: 
 
 
 
Em entrevista coletiva nesta segunda-feira, Haddad contrapõe a versão de Fernandes, argumentando que o livro foi furtado. "O celular do assessor também foi furtado na mesma ocasião. E agora aparece essa Bíblia na mão de um deputado do Bolsonaro, dizendo que encontrou a Bíblia no lixo. Que história é essa?!", reage o candidato petista.
 
No início desta tarde, o candidato falou mais ainda sobre o assunto em postagem no Instagram. "Isso é, no minimo, estranho: todo mundo atrás da Bíblia e depois vai parar na mão dele?", questiona em legenda. No vídeo publicado, ele diz que o Nordeste será bombardeado com notícias falsas nesta semana, última antes do segundo turno. "Esse pessoal joga pesado", diz o ex-ministro. 
 
Confira versão de Fernando Haddad: 
 
 
 
Em nota, o Partido dos Trabalhadores afirma que a publicação do parlamentar eleito é mais uma "contendo mentiras". Argumenta que Haddad pegou o presente e entregou a assistentes, que o colocaram dentro de uma sacola. Esta sacola, diz o PT, foi furtada. Dentro dela também estava o celular de um dos assessores de comunicação do partido, afirma a sigla.
 
A reportagem do O POVO Online enviou mensagem no Facebook para Erineudo Lima e aguarda retorno. 
 
Redação O POVO Online