Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Tiririca atua como "puxador de votos" e recebe R$ 1,2 mi de fundo eleitoral

Alto número de votos que o candidato consegue pode ajudar outros do partido a ocuparem as vagas da Câmara e Assembleia
22:57 | Set. 24, 2018
Autor
Foto do autor
Autor
Tipo Notícia
[FOTO1] 
Como estratégia para “puxar” votos, o Partido da República (PR) investe na candidatura do palhaço Tiririca novamente. O cearense Francisco Everardo Oliveira Silva já se elegeu duas vezes, sendo em 2010 o candidato a deputado federal mais votado do estado de São Paulo, e em 2014 o segundo mais votado. Segundo declarou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o candidato recebeu R$ 1,2 milhão do fundo especial do PR. Tiririca utilizou quase todo o dinheiro investindo em propagandas na TV de humor. As informações são do portal UOL.
  
[SAIBAMAIS]Assim como nas suas duas outras eleições, a expectativa do partido é de que o número alto de votos que o palhaço consegue adquirir ajude a eleger outros candidatos do PR. O quociente eleitoral é calculado pela divisão do número de votos válidos para deputados federais ou estaduais e o número de vagas disputadas. Assim, um candidato de um partido com muitos votos pode levar outros com menos votos para ocupar os espaços na Câmara e na Assembleia. 
  
Outra candidata que deve funcionar como “puxadora de votos” é a policial militar (PM) Kátia Sastre. A agente de segurança matou um assaltante alegando auto defesa na frente da escola da filha, em maio deste ano. O caso ganhou repercussão nacional e a policial chegou a ser condecorada pelo governador de São Paulo, Márcio França. Ela também concorre a vaga de deputada federal pelo PR. 
  
Tiririca afirmou em 2017 que iria desistir da política, dizendo estar “decepcionado”. Entretanto, em propaganda eleitoral deste ano, o palhaço disse que “enganou” os eleitores e anunciou que estava de volta para a terceira disputa. Uma das inserções na TV destas eleições já entrou nas fiscalizações da Procuradoria Regional Eleitoral de São Paulo. A imitação que Tiririca fez da cantora Jojo Todynho, enquanto cantava paródia da música “Que tiro foi esse”, foi considerada inadequada por tratar o processo democrático de forma jocosa e objetificar a imagem feminina. 
  
Redação O POVO Online 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Metas realistas: Horóscopo do dia (22/08): previsão do signo para hoje, 22

Signos hoje
02:00 | Ago. 22, 2021
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Confira a previsão do horóscopo para seu signo hoje, domingo, 22 de agosto (22/08). Veja abaixo as dicas para cada posição do Zodíaco para o signo solar. O destaque astral é a presença da lua cheia.

Horóscopo de hoje para Áries (21 de março a 20 de abril)

A Lua Cheia tende a sinalizar que é necessário consciência das limitações para traçar metas realistas. A passagem do Sol do setor de prazeres ao do cotidiano revela que você deve se dedicar ao aprimoramento das rotinas. Que tal torná-las mais funcionais e prazerosas?

Horóscopo de hoje para Touro (21 de abril a 20 de maio)

A pandemia exige cautela, então tente valorizar as redes online. A Lua Cheia alerta para o equilíbrio entre o público e o privado. O deslocamento do Sol do setor familiar ao social destaca fase voltada a fortificar as amizades e lhe sensibiliza para os efeitos dos dilemas sociais na vida do entorno.

Horóscopo de hoje para Gêmeos (21 de maio a 20 de junho)

A Lua Cheia aponta que é necessário conciliar trabalho, lazer e descanso para que haja qualidade de vida. O Sol migra do setor comunicativo ao familiar, e as ideias amadurecidas podem contribuir com maior aproximação com as pessoas queridas e com o aperfeiçoamento da rotina doméstica.

Horóscopo de hoje para Câncer (21 de junho a 22 de julho)

A Lua Cheia chama a atenção para a necessidade de definir sua atuação e evitar especulações. Transitando do setor material ao comunicativo, o Sol indica fase oportuna para investir em conhecimento, pois a mente tende a se expandir em busca de novos estímulos e de aprimoramento de certos temas.

Horóscopo de hoje para Leão (23 de julho a 22 de agosto)

Momento contraindica gastos para satisfazer carências ou aliviar a ansiedade. Deslocando-se entre seu signo e o setor material, o Sol pode elevar sua autoconfiança para colocar em prática as ideias amadurecidas e aperfeiçoar sua relação com o dinheiro e outros aspectos da vida.

Horóscopo de hoje para Virgem (23 de agosto a 22 de setembro)

Procure conciliar seus interesses com o entorno imediato diante da Lua Cheia. Os desafios tendem a perder a força na medida em que você direciona seu foco para seu bem-estar e os planos que deseja concretizar, já que o Sol deixa a área de crise e adentra seu signo, elevando sua força de vontade.

Horóscopo de hoje para Libra (23 de setembro a 22 de outubro)

É fundamental valorizar uma rotina estável durante a jornada. As recentes experiências com grupos podem lhe fazer depurar suas relações, enquanto que você fica mais criteriosa com a passagem do Sol do setor de amizades ao de crise, que oportuniza ajustes na vida como um todo.

Horóscopo de hoje para Escorpião (23 de outubro a 21 de novembro)

A Lua Cheia alerta para que você tente separar o privado do coletivo e não depositar expectativas nos outros sem saber se estão disponíveis. O Sol migra do setor do trabalho ao de amizades, destacando o potencial das parcerias e o bem-estar que os entes queridos podem lhe proporcionar.

Horóscopo de hoje para Sagitário (22 de novembro a 21 de dezembro)

Cuidado para que o foco nos empreendimentos não afete a vivência familiar. Procure se ajustar ao entorno! A mudança do Sol da casa espiritual à de trabalho pode lhe fazer aperfeiçoar ideias e vocações, o que requer dedicação aos estudos e ao exercício de seus talentos.

Horóscopo de hoje para Capricórnio (22 de dezembro a 20 de janeiro)

Tente valorizar atividades que lhe enriqueçam culturalmente, embora a Lua Cheia alerte para a importância de não sobrecarregar a mente em fases de instabilidade emotiva. O olhar que estava na vida privada passa a buscar horizontes mais amplos, pois o Sol transita do setor íntimo ao espiritual.

Horóscopo de hoje para Aquário (21 de janeiro a 18 de fevereiro)

A Lua Cheia pode pedir atenção aos fatores emotivos que influenciam seus gastos. O Sol deixa a área de relacionamentos e adentra a da intimidade, levando ao ciclo de amadurecimento dos vínculos pessoais e da forma como você gerencia o patrimônio, o que lhe faz aprimorar a vida privada.

Horóscopo de hoje para Peixes (19 de fevereiro a 20 de março)

A Lua Cheia alerta para a necessidade de conciliar interesses distintos. A passagem do Sol do setor do cotidiano ao de relacionamentos pode iluminar o potencial das parcerias que se desenvolvem em meio à gestão das rotinas em casa e no trabalho, associando seu bem-estar ao do entorno.

Informações de horóscopo fornecidas por Personare

 

Mais sobre signos

Veja se a sua previsão se cumpriu: horóscopo para sábado, 21 de agosto (21/08).

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

A lista de Daniel Groove

01:30 | Ago. 22, 2021
Autor
Tipo Opinião

Não tem nem um mês que chegou ao mundo a Melina, "a menina doce", como descreveu seu pai, Daniel Groove. Melina é uma parceria muito bem sucedida do cantor e compositor com Charlenne Campos, artista e performer. A pedido da coluna, o músico cearense montou uma playlist de coisas vem apresentando à filha. Dando boas vindas a Melina e os parabéns a Groove e à DJ Chay, segue essa seleção especial para ser ouvida, por enquanto, em volume baixo.

1. A arca de Noé - As coisas que eu escutava na infância são muito influência no meu trabalho. E eu não poderia deixar de citar esse (disco), que foi importante na minha infância e na da minha primeira filha, a Luana. É algo que eu sempre escolho pra Melina ficar escutando. É Vinicius de Moraes musicado, né? Não tem como dar errado.

2. Os Saltimbancos Trapalhões - Eu tinha esse vinil até um dia desses. É um disco maravilhoso, eu ouvi muito. Também toco muito pras minhas filhas.

3. Quem será que gosta mais - Eu ainda quero fazer um trabalho infantil por que tenho composições nesse sentido. Essa eu fiz pra minha primeira filha e eu já toco pra Melina, enquanto as canções dela não vêm. É uma canção muito importante no meu trabalho e é totalmente voltada pra esse ambiente lúdico.

4. Sítio do Pica-Pau Amarelo - Eu já gostava dessa antes de entender de música. Eu não gosto de canção infantilizada, feita pra criança. E acho que o Gilberto Gil fazendo essa música pra uma trilha dos anos 1970 não pode ficar de fora.

5. Leãozinho - Acho o tipo de canção que é feita com uma profundidade muito grande.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Fauzi Arap e Maria Bethânia: Gente de teatro

Música
01:30 | Ago. 22, 2021
Autor Marcos Sampaio
Foto do autor
Marcos Sampaio Autor
Ver perfil do autor
Tipo Opinião

Recentemente lançado, "Noturno", novo disco de Maria Bethânia, encerra com trechos do poema "Uma pequena luz", do dramaturgo e professor português Jorge Cândido de Sena. Conterrâneo do poeta, Fernando Pessoa e seus heterônimos foram tema de outro disco da baiana. Registrado no ao vivo "Imitação da vida" (1997), o autor do "Livro do Desassossego" se mistura entre composições de gente que se inspirou nele.

Um dos pontos altos desse disco é o samba-canção "Mensagem", sucesso de 1959 na voz de Isaura Garcia. Com Bethânia, os versos "quando o carteiro chegou e meu nome gritou com uma carta na mão" se encaixam no poema "Todas as cartas de amor são", creditado a Álvaro de Campos. Com muita dramaticidade e sabendo aproveitar pausas e volume, Bethânia contou com uma ajuda fundamental nesse espetáculo: o diretor e roteirista Fauzi Arap.

Percorrendo as fichas técnicas de muitos shows de Maria Bethânia, o nome desse paulistano é recorrente. "Eu não saberia delimitar onde acaba a influência do Fauzi e onde começa a minha. É como se fosse uma relação simbiótica", disse ela à Folha de São Paulo em 1977. Eles se aproximaram 10 anos antes, quando Bethânia apresentava o show "Comigo me Desavim", e ele a peça "Dois perdidos numa noite suja", de Plínio Marcos. Fauzi foi vê-la, deu sugestões e acabou tornando-se seu diretor.

Engenheiro Civil formado, Fauzi Arap se fez ator no fim dos anos 1950 quando entrou para o elenco de "A vida impressa em dólar", do Teatro Oficina. Em 1965, ele se fez diretor numa adaptação própria de "Perto do coração selvagem", de Clarice Lispector. Por acaso ou não, "Comigo me Desavim" contava com a leitura de "Mineirinho", texto da autora ucraniana. Em 1975, foi a vez de se fazer autor, em "Pano de boca", um balanço sobre o teatro brasileiro.

Maria Bethânia e Fauzi Arap(Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação Maria Bethânia e Fauzi Arap

Se, em 1967, Fauzi pegou o barco andando num espetáculo cenicamente simples, em 1971 ele deu a Bethânia um suporte à altura do seu estrelato. O show "Rosa dos ventos" contava com projeções e o repertório foi dividido em blocos temáticos de acordo com os elementos da natureza - água, fogo, terra e ar. Concebido em meio à ditadura militar, o espetáculo trazia críticas sociais e à censura. O resultado foi que as vendas da baiana pularam da casa dos 10 mil para os 100 mil discos vendidos.

A parceria de Bethânia e Fauzi seguiu simbiótica por décadas. Foi dele, por exemplo, a ideia de suceder o disco "Pássaro proibido" (1976) com o "Pássaro da manhã" (1977), uma forma de aliviar o peso da época. Neste segundo, inclusive, fez história o texto de Fauzi que Bethânia lê antes de "Um jeito estúpido de te amar". Quem lembra? "Eu vou lhe contar que você não me conhece . Eu tenho que gritar isso porque você está surdo e não me ouve". Fauzi Arap morreu em 5 de dezembro de 2013, vítima de um câncer de bexiga, aos 75 anos. Reconhecido e premiado, ele deixou uma longa história registrada nos teatros e, para sempre, quando Maria Bethânia usar do microfone para declamar um texto, um poema, Fauzi deverá ser reverenciado.

Leia também | Confira mais histórias e opiniões sobre música na coluna Discografia, com Marcos Sampaio

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Onde comprar

01:30 | Ago. 22, 2021
Autor
Tipo

Valente Têxtil

Onde: Rua Padre Rocha, 1818, Jaguaruana - Ceará

Mais informações: @valentetextil no Instagram

Encomendas em valentetextil.com.br ou (85) 2180-9017

Pana Têxtil

Onde: Rua Dr. Gilberto Studar, 723, Cocó

Mais informações: @panatextil no Instagram

Encomendas em panatextil.com.br ou (85) 2180-6909

Mercado Central

Onde: Avenida Alberto Nepomuceno, 199, Centro

Mais informações: @mercadocentraldefortaleza no Instagram

Centro de Turismo do Ceará (Emcetur)

Onde: Rua Senador Pompeu, 350, Centro

Mais informações: 3212-3014

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Conexões

01:30 | Ago. 22, 2021
Autor
Tipo

Em adição a este nicho crescente, a Pana Têxtil nasce a partir da visão do engenheiro de computação Bruno Valente, da publicitária Mariana Marques e do designer Pedro Mourão. "A Pana nasceu para criar produtos diferentes de tudo que existe, entendendo as necessidades de seus usuários e utilizando mão de obra local cearense. Queremos conectar designers, arquitetos, ilustradores e artesãos para cumprir esse propósito", define Bruno.

A marca também desenvolve outros objetos voltados para a casa - produzidos com algodão - , como mantas, tapetes, toalhas decorativas de mesa, jogo americano e roupão. "A gente iniciou nossa primeira coleção com peças mais tradicionais para não romper com nossa origem completamente. Mas queremos colocar muitas cores vibrantes, ilustrações e design em nossos produtos", complementa. A publicitária Mariana Marques pontua que as redes, além do sentimentos de conforto, também podem trazer identidade ao ambiente. "Você atualiza, diz quem mora ali, que é a grande graça da arquitetura".

Uma das intenções da Pana é fazer com que o produto seja entendido como um mobiliário, a exemplo das cadeiras, itens de grande destaque na arquitetura. A aposta da marca é no modelo "Solarium", composto 100% por algodão e acompanhado com um par de varandas removíveis. Ele é desenvolvido pelo trabalho de 11 artesãs e pode ser adquirido por R$ 2.000.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags