O que se sabe sobre o ataque a Jair BolsonaroNotícias de Política 

PUBLICIDADE
Notícias


O que se sabe sobre o ataque a Jair Bolsonaro

O candidato à Presidência fazia campanha em Juiz de Fora (MG) quando foi atingido por um golpe de faca

21:06 | 06/09/2018
NULL
NULL

[FOTO1]

O candidato à Presidência pelo Partido Social Liberal (PSL), Jair Messias Bolsonaro, cumpria agenda de campanha nesta quinta-feira, 6, em Juiz de Fora, Minas Gerais, quando levou uma facada.

O presidenciável estava nos braços de apoiadores quando sofreu o ataque. Segundo informações da Globo News, o suspeito foi identificado como Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos. Ele confessou o crime e chegou a ser espancado por simpatizantes do militar da reserva. As agressões foram interrompidas pela Polícia Militar (PM) de Minas Gerais. A PM ainda informou que Adélio Bispo se encontra ferido e é natural de Montes Claros (MG).

A Polícia Federal prendeu o agressor no local e o conduziu à delegacia da Polícia Federal (PF) no Município. Um segundo suspeito foi detido pela Polícia.

Em nota, a PF informou que o deputado contava com escolta de policiais federais quando foi atingido. Um inquérito policial foi instaurado para apurar as circunstâncias do fato.

[SAIBAMAIS]
O candidato foi levado às pressas para a Santa Casa da Misericórdia em Juiz de Fora. O hospital informou por meio de nota que Bolsonaro deu entrada às 15h40min, com uma lesão por “material perfurocortante” na região do abdômen. A instituição acrescentou que ele foi atendido na urgência e passou por um exame de ultrassonografia antes de ser dirigido ao centro cirúrgico.
 
Inicialmente, o filho do presidenciável, Flávio Bolsonaro, havia informado que o estado de saúde do pai não era grave. “Graças a Deus, foi apenas superficial e ele passa bem. Peço que intensifiquem as orações por nós”, publicou em sua conta do Twitter.
 
Cerca de duas horas após a primeira postagem, o candidato ao Senado Federal no Rio de Janeiro retificou a informação, afirmando que o estado de saúde do pai era grave. Flávio disse que a facada atingiu parte do fígado, do pulmão e a alça do intestino. “Ele perdeu muito sangue, chegou no hospital com pressão de 10/3, quase morto. Seu estado agora parece estabilizado”, completou.
 
Ele deixou o centro cirúrgico por volta das 19 horas. O capitão do exército da reserva precisou passar por uma ileostomia, que é a instalação de uma bolsa intestinal. Após procedimento, ele foi encaminhado para Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e está com situação estável.
 
Um boletim foi divulgado pela Santa Casa de Juiz de Fora. Foram lesionados intestinos grosso e delgado e a artéria mesentérica superior (que irriga pâncreas e intestinos). Os ferimentos foram reparados com sucesso. O estado de saúde do político de 63 anos é considerado estável.
 
Repercussão
 
A imprensa internacional repercutiu o ataque a Jair Bolsonaro. Veículos portugueses como Diário de Notícias e o Público foram os primeiros a noticiar o fato. Os britânicos The Guardian, Express e Mirror também deram destaque ao ocorrido. Nos Estados Unidos, o The New York Times e Washington Post publicaram matérias. Além destes, a rede de TV americana CNN e a britânica BBC ressaltaram o acontecimento.
 
No Brasil, diversos políticos se manifestaram sobre o caso. Confira:

[VIDEO3]
[VIDEO4] 
[VIDEO5]
[VIDEO6]
[VIDEO7]
[VIDEO8]
[VIDEO9]
[VIDEO10] 
[VIDEO11]
[VIDEO12]
[VIDEO13] 
Confira imagens do ataque:
[VIDEO1]
Agressão por outro ângulo: 
[VIDEO2] 
Redação O POVO Online
TAGS