Grupo que realizou flash mob pró-Bolsonaro é o mesmo da famosa "dancinha do Impeachment"Notícias de Política 

PUBLICIDADE
Notícias


Grupo que realizou flash mob pró-Bolsonaro é o mesmo da famosa "dancinha do Impeachment"

Segundo representante do "Consciência Patriótica", o primeiro viral ajudou a atrair manifestantes para os protestos contra a ex-presidente Dilma Rousseff

19:45 | 10/09/2018
NULL
NULL
[FOTO1]
Dezenas de pessoas vestindo blusas estampadas com a cara do candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL) se reuniram na Praia de Iracema nesse sábado, 8, para realizar uma coreografia no calçadão. As faces pintadas de verde e amarelo cantavam frases de apoio ao candidato e clamando para que as pessoas não deixem “o Brasil virar Cuba”. O vídeo já soma mais de três milhões de visualizações no Facebook. O candidato sofreu um ataque com golpe de faca na última quinta-feira, 6, durante um comício em Juiz de Fora.
 
[VIDEO2] 

O mesmo grupo, denominado “Consciência Patriótica”, também foi o realizador da “dancinha do impeachment”. O vídeo viralizou na época das manifestações que pediam a saída da ex-presidente Dilma Rousseff. A organizadora Amanda Martins faz parte da equipe de cinco pessoas que planejou o evento. Eles se reúnem para pensar ideias para ações, que então são compartilhadas por WhatsApp para grupos de apoiadores.
 
[VIDEO1] 
 
[SAIBAMAIS]Os mobilizadores se identificam como “jovens patriotas, que amam o Brasil e querem vê-lo livre do socialismo e do comunismo”, segundo Amanda. Após feita a letra da música e a coreografia, os ensaios foram realizados em um único dia. A organizadora relata que não se incomoda com as críticas negativas que receberam depois do flash mob. Ela diz que a maioria das reações foi positiva e que as contrárias servem como “combustível”, fortalecendo a vontade de “defender o Brasil”.

Além de ser responsável pelos protestos coreografados, a Consciência Patriótica é o nome de uma página no Facebook que compartilha diariamente fotos, vídeos e textos antipetistas, contra outros candidatos, como Ciro Gomes e Eunício Oliveira, e temas como legalização do aborto e pró-privatizações. “O objetivo da página é conscientizar o povo brasileiro do perigo iminente que ameaça o Brasil: a ideologia socialista que destruiu países como a Venezuela”, explica Amanda. Ela alega também que o grupo já sofreu censura “por ser de direita”, tendo a conta do Youtube bloqueada.
 
[VIDEO3] 
 
A música para Bolsonaro, “Deus acima de tudo”, é a segunda produção viral dos jovens. “Fora Dilma, fora Lula e fora PT” é a letra da primeira música que foi performada na Praça Portugal, durante manifestação que pedia o impeachment de Dilma. Depois do sucesso, Amanda diz acreditar que mais pessoas foram atraídas para os protestos. “Nos fez perceber o quanto ações simples podem fazer grandes coisas”, comenta. A organizadora nega que os membros do grupo tenham envolvimento com partidos. “Nosso partido é o Brasil!”, declara. Eles ainda não têm data marcada para o próximo ato, mas se comprometem em ajudar a campanha de Bolsonaro enquanto o candidato se recupera.
 
Relembre a "dancinha do impeachment": 
 
[VIDEO4] 
TAGS