Durante passagem pelo Rio, João Amoêdo diz ser visto como ameaça por eleitores de BolsonaroNotícias de Política
PUBLICIDADE
Notícias


Durante passagem pelo Rio, João Amoêdo diz ser visto como ameaça por eleitores de Bolsonaro

O motivo seria o fato de o candidato do partido Novo estar atraindo votos destinados ao candidato do PSL

20:20 | 03/09/2018
NULL
NULL
[FOTO1]
O empresário João Amoêdo, candidato à Presidência da República pelo partido Novo, participou nesse domingo, 2, de uma passeata na capital do Rio de Janeiro. Acompanhado do candidato do partido ao governo do estado, Marcelo Trindade, e do ex-técnico da seleção brasileira de vôlei, Bernardinho, o presidenciável percorreu as praias do Leblon e Ipanema acompanhado de, aproximadamente 500 pessoas. As informações são do portal O Globo.
 
Durante o evento, intitulado de "Grande Ato de Mobilização", Amoêdo cumprimentou eleitores, em sua maioria idosos, e chegou a ser elogiado por muito deles por abrir mão do fundo eleitoral em sua campanha. Considerado o candidato mais rico, ele declarou, ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), um patrimônio de cerca de R$ 425 milhões.
 
No percurso, o presidenciável chegou a comentar a possibilidade de estar atraindo votos que antes eram direcionados a Jair Bolsonaro. Ele ainda afirmou estar recebendo, diariamente, ataques de eleitores do candidato do PSL, que estariam vendo o empresário como uma ameaça.
 
"Ele pode ter o mesmo discurso, mas a prática não é a mesma que a nossa. A gente não estava na política há trinta anos vivendo de assessores ou distribuindo verba de gabinete. A gente estava era pagando a conta de quem estava lá", disse.
 
Em seu discurso, Amoêdo diz que pretende pôr um fim nos privilégios destinados a políticos, acabar com a burocracia na abertura de empresas, promover privatizações e fazer um corte nos gastos públicos. Além disso, o candidato do partido Novo também pretende simplificar a carga tributária.
 
Redação O POVO Online
TAGS