Candidato do PT denuncia ter sido atingido por balas de borracha pela Guarda MunicipalNotícias de Política
PUBLICIDADE
Notícias


Candidato do PT denuncia ter sido atingido por balas de borracha pela Guarda Municipal

Em 2016 Freitas já tinha sido detido pela Guarda Municipal, por desacato e perturbação do sossego

17:55 | 11/09/2018
NULL
NULL

[FOTO1]

Renato Freitas é advogado e disputa vaga para se tornar deputado estadual no Paraná pelo Partido dos Trabalhadores (PT) ele usou suas redes sociais para denunciar ter sido ferido pela Guarda Municipal do Paraná, o candidato petista fazia panfletagem no último domingo, 9, na praça do Gaúcho, quando teve a mão esquerda e as costas atingidas por balas de borracha. 

 

O candidato petista, chegou a realizar uma transmissão ao vivo de vídeo por volta das 20 horas em seu perfil do Facebook, Renato estava aparentemente dentro de um carro da Guarda Municipal catarinense, exibiu um ferimento em sua mão.

 

De acordo com a Prefeitura de Curitiba, o candidato estava junto com um grupo que avançou a barreira de guardas que faziam atendimento de a uma ocorrência de racha entre veículos e consumo de drogas.

 

"Estou sendo preso pela Guarda Municipal, fui baleado duas vezes por bala de borracha, à queima-roupa", afirmou Renato Freitas no vídeo, o candidato pediu aos espectadores que consigam imagens das câmeras de vigilância que ficam no entorno da praça.

 

Renato fez afirmações de que só estava realizando  panfletagem do seu material de campanha, “ "a Guarda chegou, mandou sumir da praça".

 

O que disse o candidato 

 

Em uma publicação feita em seu Facebook, na noite do domingo, Renato foi levado ao Hospital do Cajuru, no bairro do Cristo Rei, pela Guarda Municipal. "Eu não falei nada, só falei que estava panfletando, o cara me deu um tiro à que'. ima-roupa", narrou. "Eu não entendi porque eles fizeram isso, cara. É muita covardia 

 

A ocorrência seria conduzida para o 1° Distrito Policial no Centro, segundo confirmação da prefeitura. 

 

Em 2016 , Renato Freitas foi candidato a vereador pelo Partido Socialismo e Liberdade (Psol) e também foi detido pela Guarda Municipal, por desacato e perturbação do sossego. Na mesma época, Freitas denunciou ter sido alvo de agressões e injúria racial. A Prefeitura de Curitiba abriu procedimento administrativo para apurar as circunstâncias da detenção.

 

Partido dos Trabalhadores (PT) 

 

O presidente do Partido dos Trabalhadores no Paraná Dr. Rosinha está na disputa pelo governo do estado, e em nota disse que não tinha motivos para a detenção, “violência policial”, completou.

 

"O que estamos vendo é uma assustadora onda crescente de violência e perseguição a quem se manifesta e luta a favor dos oprimidos", afirma.

 

O POVO Online tentou entrar em contato com as partes que até o fim desta publicação não retornou.

 

 

Redação O POVO Online 

 

 

TAGS