PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Camilo Santana intensifica campanha em reta final

Com presença do candidato ao Senado, o governador participou de caminhada pelo Centro de Pajuçara, em Maracanaú

19:35 | 29/09/2018
NULL
NULL (Foto: )
[FOTO1] Tentando a reeleição, o governador Camilo Santana (PT) participou de caminhada neste sábado, 29, pelo distrito de Pajuçara, em Maracanaú. Com a concentração marcada para as 8 horas, militantes começaram a chegar cedo. Nas ruas, era possível ver bandeiras com imagens do governador, assim como dos candidatos ao Senado, Eunício de Oliveira (MDB), que também participou, e Cid Gomes (PDT), que não esteve presente.
 
Camilo e Eunício chegaram por volta das 10 horas e andaram pelas ruas acompanhados pelo secretário da Casa Civil do Ceará, Nelson Martins, pela candidata a deputada federal Gorete Pereira (PR) e por Julinho (PPS), que tenta a reeleição para estadual.
 
Durante o percurso, que durou aproximadamente uma hora, muitos tentaram aproximar-se do governador, gerando pequenos tumultos. A caminhada era puxada por três carros de som, que entoavam jingles de Camilo Santana, Eunício e Cid Gomes. Entre as bandeiras, apenas algumas poucas demonstravam apoio a Fernando Haddad (PT), enquanto Ciro Gomes (PDT) esteve presente em adesivos nos militantes e em um dos carros de som.
 
Faltando uma semana para o dia da votação, Nelson Martins, que também é coordenador da campanha de Camilo Santana, afirmou que o objetivo é intensificar a agenda. “Mesmo o governador estando muito bem nas pesquisas, isso não serviu de acomodação em momento algum”, disse. “A eleição só termina depois que apuram os votos”.
 
Eunício também afirmou que, nessa reta final, as ações estão planejadas no sentido de fortalecer o diálogo com os eleitores. “(A meta) Agora é conversar com as pessoas, com as lideranças, com os prefeitos”, explicou.
 
Indagado sobre o que pensava sobre os atos contra o candidato Jair Bolsonaro (PSL) - representados pelas hastags "#EleNão" e "#EleNunca" - Eunício não soube do que se tratava. Após a explicação, preferiu não opinar sobre os movimentos. “Nós não falamos sobre candidatos das eleições presidenciais, (...) pelo menos até o primeiro turno”, justificou.
 
Por outro lado, Camilo Santana elogiou o movimento. “São mulheres do Brasil inteiro que estão se manifestando em relação ao respeito às mulheres. Faz parte da democracia e faz parte das eleições”. O governador aproveitou para se posicionar. “Ele não!”
 
O petista também reforçou a meta de continuar dialogando com os cearenses e reconheceu que há problemas a serem solucionados. “Sabemos que (existem) muitos desafios. Quero mais quatro anos (de mandato) para que a gente possa continuar o trabalho”. O candidato descreveu ainda as ações feitas na cidade durante os últimos anos. “Se você for pegar todas as áreas de Maracanaú, houve investimento do Governo do Estado feito”.
 
Saiba Mais
 
Camilo Santana também participou de comício no Eusébio na noite deste sábado, 29. No próximo fim de semana, ele participa de carreata em apoio a Fernando Haddad no Cariri, na sexta-feira, 5, e de atos com o presidenciável Ciro Gomes em Fortaleza e em Sobral, no sábado, 6.
 
Luana Barros 
TAGS