Bolsonaro pede que PT devolva dinheiro público gasto na campanha de Lula, mas Barroso negaNotícias de Política 

PUBLICIDADE
Notícias


Bolsonaro pede que PT devolva dinheiro público gasto na campanha de Lula, mas Barroso nega

TSE julgou candidatura de Lula (PT) ilegal com base na Lei da Ficha Limpa devido a condenação do petista que está preso em Curitiba

09:26 | 06/09/2018
NULL
NULL
[FOTO1]
Alegando razões processuais, o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Luís Roberto Barroso rejeitou pedido do candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) que pedia que a Corte obrigasse à coligação de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) devolvesse todo o dinheiro público já usado na campanha.
  
[SAIBAMAIS]Ao rejeitar, o ministro do TSE entendeu que, com a candidatura do petista barrada pelo colegiado do Tribunal, a petição do capitão da reserva perde seu objeto.
  
Na decisão, porém, Barroso deixou explícito que tal pedido também pode ser realizado pela Procuradoria Geral Eleitoral. Tal devolução chegou a ser pedida na sessão que julgou a candidatura de Lula, mas o assunto não foi discutido pelos ministros colegiados. As informações são do G1.
  
A decisão contra o pedido do candidato "não impede, por natural, que a Procuradoria-Geral Eleitoral, em ação própria, busque o ressarcimento pretendido, na qual poderá se dar a discussão relativa à sua tese do abuso de direito, assegurando-se dilação probatória e amplo contraditório incompatíveis com os estreitos limites do processo de registro de candidatura", despachou Barroso na decisão.
  

Redação O POVO Online
TAGS