PUBLICIDADE
Política
eleições 2018

Luiz Pontes afirma ter preferência do PSDB para o Senado, mas ainda não decidiu se quer disputar

22:08 | 20/07/2018

Luiz Pontes (Foto: Evilázio Bezerra/O POVO)
 

O empresário tucano Luiz Pontes afirmou nesta sexta-feira, 20, ao O POVO Online que é unanimidade em seu partido para a composição da chapa PSDB-Pros ao Senado Federal. O grupo já tem a pré-candidatura de Luiz Eduardo Girão (Pros) confirmada e agora se articula para definir o segundo nome que lançará para a disputa. “As lideranças do partido e os diretórios municipais do Ceará já se manifestaram que eu deveria ser candidato a senador”, enfatizou Pontes.

 

Embora se diga unânime entre correligionários, Pontes pondera que ainda não decidiu se quer ou não se lançar candidato. O distanciamento da política — desde que deixou o Senado em 2006 — é, conforme Pontes, um dos fatores que pesam como dúvida.

 

Para o ex-senador, o próximo dia 29, data da convenção tucana, será decisivo. Ele destacou, entretanto, que o momento pede calma: “A gente vai encontrar um nome. Cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém”, brincou.

 

O deputado estadual Carlos Matos (PSDB) confirma a versão de Pontes. “Ele tem larga maioria nos diretórios do Estado que foram consultados”, atestou.

 

Em entrevista ao O POVO Online na última quinta-feira, 18, o presidente estadual do PSDB, Francini Guedes, afirmou que o PSDB ainda tenta dialogar com Lúcio Alcântara e Mayra Pinheiro para um deles ser lançado ao Senado. Afirmou, inclusive, que uma reunião com o ex-governador do Estado ocorreria na própria quinta-feira, 19, o que não aconteceu.

 

À reportagem, na tarde desta sexta, Alcântara garantiu que não voltará atrás da decisão de não ser candidato, independentemente de reuniões. Disse, entretanto, que conversa frequentemente com Francini Guedes a respeito de política por serem amigos. Perguntado sobre preferência por nomes que poderiam entrar na disputa pelo Senado, Alcântara afirmou que não tem. Sobre conversas do bloco oposicionista para a definição deste nome, resumiu-se a dizer que: “se for chamado, participarei”.

CARLOS HOLANDA