PUBLICIDADE
Notícias

Eunício não apoia candidatura de Meirelles e desafia Temer: "Não vou sair do MDB e ninguém me tira"

O senador reforçou que analisa apoio ao ex-presidente Lula (PT) ou ao ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT)

17:24 | 23/05/2018
NULL
NULL
[FOTO1]
Anúncio de Michel Temer sobre a candidatura de seu ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, à Presidência da República, não agradou o presidente do Congresso, Eunício de Oliveira (MDB-CE). Em entrevista ao Estado de S. Paulo, o senador afirmou que não apoia a decisão e não sairá da sigla, como Temer havia recomendado a quem se recusasse entrar na campanha pró-Meirelles. “Não vou sair e ninguém me tira”, disse o senador. 

 
Ontem, o presidente desistiu de disputar a reeleição e anunciou a candidatura do ex-ministro ao Planalto. "Chamamos você, Meirelles, para ser presidente do Brasil", disse Temer. "Que você seja o único candidato de centro a continuar o que começamos", completou, durante evento do MDB ocorrido em Brasília. 
[SAIBAMAIS] 
Em resposta, Eunício afirmou que tomará individualmente a decisão "em relação a coligações estaduais e à Presidência". "Não vou sair e ninguém me tira. Tenho 45 anos de partido e uma única filiação. Nasci no MDB, numa família de emedebistas", disse ao jornal.
 
Eunício afirmou ainda que "lamenta" que o partido não "tenha construído uma candidatura viável" e refutou o papel de Meirelles na sigla. "Não sei nem por quais partidos ele passou. Sei que do MDB ele não é", disse.
[QUOTE1]
 
Sobre ir contra Temer, ele disse que tem liberdade dentro do partido e que "ninguém nunca botou cabresto ou uma corda na cabeça ou no pescoço e laçou para levar para onde quis". 
 
 
Redação O POVO Online  
TAGS