Deputada cearense se desculpa por declaração sobre Marielle FrancoNotícias de Política
PUBLICIDADE
Notícias

Deputada cearense se desculpa por declaração sobre Marielle Franco

Ela havia publicado vídeo no qual afirma que Marielle não deve ser transformada em ícone por ser "mais uma vítima" e ainda afirmou que a vereadora "se meteu em causas muito polêmicas e sabia onde poderia chegar"

16:10 | 26/03/2018
Deputada Gorete Pereira, sentada, fala ao microfone
Deputada Gorete Pereira, sentada, fala ao microfone
[FOTO1]A deputada federal Gorete Pereira, presidente do PR no Ceará, desculpou-se pelas declarações na semana passada sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco (Psol).
 
 
Ela havia publicado vídeo no qual afirma que Marielle não deve ser transformada em ícone por ser "mais uma vítima" e ainda afirmou que a vereadora "se meteu em causas muito polêmicas e sabia onde poderia chegar". Assista:

 
[VIDEO1]

 
Notícias

Deputada cearense se desculpa por declaração sobre Marielle Franco

Ela havia publicado vídeo no qual afirma que Marielle não deve ser transformada em ícone por ser "mais uma vítima" e ainda afirmou que a vereadora "se meteu em causas muito polêmicas e sabia onde poderia chegar"

16:10 | 26/03/2018
Deputada Gorete Pereira, sentada, fala ao microfone
Deputada Gorete Pereira, sentada, fala ao microfone
[FOTO1]A deputada federal Gorete Pereira, presidente do PR no Ceará, desculpou-se pelas declarações na semana passada sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco (Psol).
 
 
Ela havia publicado vídeo no qual afirma que Marielle não deve ser transformada em ícone por ser "mais uma vítima" e ainda afirmou que a vereadora "se meteu em causas muito polêmicas e sabia onde poderia chegar". Assista:

 
[VIDEO1]

 

Mais Lidas

  1. 1 Polícia Federal

    Seis homens são mortos ao tentar roubar avião que transportava dinheiro em Pernambuco

  2. 2 LOTERIA

    Mega Sena Concurso 2082 sai para apenas um apostador; confira resultado

  3. 3 LOTERIA

    Lotofácil Concurso 1716: prêmio acumula para R$ 4 milhões e 500 mil; confira resultado

  4. 4 eleições

    Perdeu o debate entre candidatos a presidente no SBT? Assista aqui

  5. 5 ELEIÇÕES 2018

    Bolsonaro e Haddad oscilam para baixo na nova pesquisa Ibope

Destaques do dia

  • Imóveis
  • Veículos


 
[SAIBAMAIS]Na nota, a parlamentar afirma que "algumas palavras não foram ditas da melhor forma e geraram interpretações que são completamente opostas ao que penso e defendo". Ela afirma que denunciou o assassinato de Marielle em sessão da Comissão sobre a Situação da Mulher, em Nova York. E elenca trajetória de trabalho em defesa da situação da mulher.


 
"Sou uma mulher de trabalho e pequei com as palavras, mas nunca com as ações".


 
Confira a íntegra da nota da deputada:
 
 
Deputada Gorete Pereira pede desculpas por declarações sobre sobre assassinato de Marielle Franco


 
A presidente estadual do PR, deputada federal Gorete Pereira pede desculpas por declarações sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco. "Gostaria de pedi desculpas, pois algumas palavras não foram ditas da melhor forma e geraram interpretações que são completamente opostas ao que penso e defendo. Sou uma mulher de trabalho e pequei com as palavras, mas nunca com as ações". 


 
Na manhã seguinte ao homicídio da Marielle Franco, como Procuradora da Mulher, Gorete denunciou o caso na 62ª Sessão da Comissão sobre a Situação da Mulher, em Nova York. Juntamente com a secretária Fátima Pelaes, fizeram um minuto de silêncio e um pedido de apuração do caso no menor prazo possível


 
Gorete tem pautada sua atuação política na defesa por todas as mulheres. Como parlamentar apresentou projeto de lei para a criação obrigatória de delegacias da mulher em municípios com mais de 60 mil habitantes; articulou com a bancada do Senado e da Câmara dos Deputados aprovação de projetos que incluem agravantes na lei de feminicídio quando são feitas imagens do crime ou quando a vítima tiver um quadro de doença degenerativa, e do projeto de lei 5452/16, que aumenta a pena para o crime de estupro coletivo. O agravante do crime de um quarto da pena passou para dois terços.  


 
Além da criação do Comitê que estuda denúncias de assédio moral e sexual, lutou pela Casa da Mulher Brasileira no Ceará e tem trabalhado para sua inauguração no próximo mês de abril.


 
Em 2016, articulou a criação da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, sendo eleita primeira presidente. Durante sua gestão foram aprovados 75 projetos de lei e assegurados recursos de R$ 100 milhões para o combate à violência contra a mulher. “Realizamos audiências públicas, seminário internacional, retomamos uma premiação para reconhecimento das mulheres, promovemos integração da pauta com alunos de universidade. Enfim, trabalhamos muito em poucos meses e com pautas ricas como:  Primeira Infância, Crimes Cibernéticos, Violência contra a Mulher, Saúde da Mulher entre outros”, ressalta a deputada e presidente estadual do PR.
 
Redação O POVO Online 
TAGS
36" >