PUBLICIDADE
Política
Violência

Após chacinas, Assembleia Legislativa vai montar seminário para discutir segurança no Ceará

Sessão do legislativo estadual não foi realizada nesta terça-feira, 13

12:05 | 13/03/2018
Zezinho Albuquerque
(Foto: Camila de Almeida / O POVO)
 
O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará (ALCE), Zezinho Albuquerque (PDT), afirmou que será montado um seminário para discutir segurança no Ceará e em outros estados brasileiros. Informação foi divulgada nesta terça-feira, 13. A sessão desta manhã foi adiada em respeito à morte do ex-deputado Jeová Costa Lima.
 
 
"Vamos convidar universidades, secretários de segurança pública do Nordeste e palestrantes que entendem e estudam segurança para trazer luz pra isso", disse o presidente da ALCE.  "O importante é que as pessoas que venham para esse seminário vão e querem contribuir para isso. A Assembleia quer contribuir, quer fazar sua parte como está fazendo em todos os momentos em que é exigido pela sociedade". Na última sexta-feira, dia 9, o Ceará registrou a quarta chacina só em 2018. Sete pessoas foram mortas na região do Benfica.
 
 
O evento será realizado por meio do Conselho de Altos Estudos e Assuntos Estratégicos (Caeae) e terá duração de dois dias. Dentre os projetos mais recentes realizados pelo Caeae, está o Pacto pelo Pecém, que aprofundou estudos e discussões em torno do Complexo Industrial e Portuário e Industrial do Pecém. O trabalho avalia impactos sobre a sociedade e a economia do Ceará a partir do Porto.
 
 
Jeová Costa Lima
 
O ex-deputado Jeová Costa Lima morreu nesta terça, aos 93 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos. Jeová nasceu em Passagem das Pedras, distrito que hoje pertence ao município de Aracati.
 
 
O velório ocorrerá no hall da Assembleia Legislativa. O horário ainda não foi divulgado pelo Cerimonial da Casa. Jeová Costa Lima foi deputado por seis mandatos. (Colaborou: Wagner Mendes)
 
Redação O POVO Online