PUBLICIDADE
Notícias

Facebook será obrigado a sinalizar propagandas políticas pagas

Em nota, a rede social de Mark Zuckerberg informou que "compartilha do objetivo de aumentar a transparência de anúncios"

18:40 | 18/12/2017
NULL
NULL

[FOTO1]

Uma das resoluções aprovadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para as eleições de 2018 diz que o Facebook será obrigado a mostrar os conteúdos impulsionados, ou seja, aqueles que, por serem pagos, atingem uma quantidade maior de usuários. A permissão dada aos candidatos recebeu críticas devido a suposta dificuldade de monitoramento do mecanismo. Além disso, a regra poderá favorecer os políticos com mais dinheiro. A informação é do Uol.

O impulsionamento pago será identificado por meio da mensagem "propaganda eleitoral" na publicação. O post deverá conter, também, o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica ou o Cadastro de Pessoa Física (CPF) do responsável pela contratação.

Os conteúdos pagos só poderão ser contratados por candidatos, partidos políticos e coligações. Será proibido que pessoas contratem o serviço. Pessoas físicas estão proibidas de comprar os serviços.

Sites e anúncios publicitários seguem sendo proibidos de veicularem propagandas políticas.

Em nota, a rede social de Mark Zuckerberg informou que "compartilha do objetivo de aumentar a transparência de anúncios, e recentemente divulgamos no exterior medidas concretas para dar mais informação às pessoas sobre os anúncios que elas veem na plataforma. Continuaremos a colaborar com as autoridades eleitorais, respeitando a legislação local aplicável".

 

Redação O POVO Online

TAGS