PUBLICIDADE
Notícias

DEM e PT vão dividir palanque em três Estados do Nordeste

No Ceará, o DEM passou a integrar a base aliada de Camilo Santana (PT) desde fevereiro passado

15:16 | 01/12/2017

Em campos opostos na política nacional, Democratas (DEM) e Partido dos Trabalhadores (PT) deverão dividir palanque em pelo menos três Estados do Nordeste no próximo ano. A união deve acontecer no Ceará, na Paraíba e no Maranhão. A informação é da Folha de S. Paulo.

Os partidos veem as alianças como resultados das particularidades de cada local. No Ceará, o DEM passou a integrar a base aliada de Camilo Santana (PT) desde fevereiro passado. No período, o partido justificou o apoio mencionando medidas do governador como o corte de cargos, a aprovação de um teto de gastos e a privatização de equipamentos públicos.

O bom relacionamento, no entanto, não é recente. No ano passado, o petista apoiou em Fortaleza a reeleição do prefeito Roberto Cláudio (PDT) e ajudou a eleger Moroni Torgan (DEM) como vice-prefeito. No próximo ano, os democratas ser recíprocos no apoio ao petista.

Embora haja disposição em apoiar Camilo Santana, uma possível aliança deverá enfrentar resistências da Executiva nacional do partido.

No Estado da Paraíba, o quadro é similar. O PT e DEM estarão unidos em apoio ao PSB do governador Ricardo Coutinho. O partido lançará o secretário estadual João Azevêdo (PSB) como candidato ao governo no próximo ano.

O deputado federal Luiz Couto (PT-PB) e o ex-senador Efraim Moraes (DEM-PB) são tidos como pré-candidatos ao cargo e poderão, inclusive, formar uma chapa em busca dos votos do eleitor paraibano. Segundo Efraim, será a "hora de esquecer a cor das bandeiras e pensar nos desafios da gestão pública".

 

Redação O POVO Online

TAGS