PUBLICIDADE
Notícias

Ministério Público investigará prefeitura de SP sobre farinata

A Secretaria de Comunicação da Prefeitura informou que todas as informações solicitadas pelo Ministério Público sobre a iniciativa serão fornecidas

17:12 | 19/10/2017
NULL
NULL

[FOTO1]

O Ministério Público (MP) de São Paulo instaurou um procedimento para apurar o uso da farinata nos Centros de Acolhida para pessoas em situação de rua e para os alunos da rede municipal de ensino. O alimento é uma farinha composta por alimentos perto da data de validade que seriam descartados pela indústria. As informações são do UOL.

O promotor de Justiça José Carlos Bonilha, em entrevista, afirmou que o procedimento, por mais que vise acompanhar a política municipal de combate à fome, tem natureza investigativa. Ele disse que instaurou o procedimento de investigação porque o prefeito anunciou que irá distribuir o alimento na rede municipal de ensino. Portanto, explica, que é dever do MP estar atento a segurança alimentar. A prefeitura será convidada a prestar esclarecimentos formais sobre o tema.

Segundo o promotor, no procedimento será ouvido ainda um representante do Conselho Regional de Nutrição sobre a farinata, além de ser solicitado um laudo a um órgão técnico sobre a capacidade nutricional do composto. Serão necessários tanto um laudo que assegure o valor nutricional do composto como uma prova científica.

Bonilha afirmou que o motivo que o levou a abrir a investigação foi o anúncio do prefeito João Doria (PSDB) mesmo com a posição contrária por parte do conselho de nutrição, que é contrário à implementação da farinata. "Se existe pelo menos uma dúvida em relação ao composto, o MP tem que acompanhar".

A Secretaria de Comunicação da Prefeitura informou que todas as informações solicitadas pelo Ministério Público sobre a iniciativa serão fornecidas.

 

Redação O POVO Online

TAGS