PUBLICIDADE
Notícias

Chance de candidatura de Dilma ao governo do Rio Grande do Sul preocupa peemedebistas

No início deste ano, Dilma havia cogitado a possibilidade de disputar uma vaga na Câmara ou no Senado nas próximas eleições

15:05 | 28/07/2017
NULL
NULL

[FOTO1]

A chance de que Dilma Roussef venha a concorrer a governadora do Rio Grande do Sul, no ano que vem, preocupa os estrategistas da candidatura à reeleição de José Ivo Sartori (PMDB). Nos bastidores, caso a ex-presidente lance sua candidatura, eles consideram uma completa mudança no quadro eleitoral.

Interlocutores com acesso ao Palácio Piratini identificam que se Dilma aceitasse concorrer, o Rio Grande do Sul iria reviver a mais acirrada disputa eleitoral já vista pelos gaúchos. Em 1998, o então governador Antônio Britto (PMDB) tentou a reeleição e enfrentou o ex-prefeito de Porto Alegre, Olívio Dutra nas urnas. Olívio venceu por apenas 97 mil votos.

Ainda não há sinalização concreta de que Dilma venha a concorrer ao governo. Mesmo assim, a possibilidade assusta os peemedebistas. No início deste ano, Dilma havia cogitado a possibilidade de disputar uma vaga na Câmara ou no Senado em 2018.

Na disputa de 2018, o Partido Progressita (PP) pode perder um aliado. O PP ainda não sabe se continua na chapa à reeleição de Sartori ou se lança candidato próprio ao Piratini. Internamente é dado como certo que o secretário dos Transportes, Pedro Westphalen concorde em ser vice de Sartori. A candidatura da ex-presidente da Assembleia Silvana Covatti já está descartada.

 

Redação O POVO Online

TAGS