PUBLICIDADE
Notícias

Serraglio recusa ir para Transparência e deixa Rocha Loures sem foro

Teria pesado ainda na decisão o fato de o presidente Temer enfrentar hoje seu maior desgaste, com ameaça de perder o mandato no TSE em 6 de junho

11:36 | 30/05/2017
NULL
NULL

[FOTO1] 

O ex-ministro da Justiça Osmar Serraglio (PMDB-RS) decidiu nesta terça-feira, 30, que não aceitará convite de Michel Temer para assumir o Ministério da Transparência. A volta do ex-ministro para a Câmara dos Deputados “desaloja” o suplente Rocha Loures (PMDB-PR), afastado da Casa após acusação de transportar propinas da JBS.

[SAIBAMAIS]A informação é da coluna do Estadão. Segundo a página, Serraglio teria ficado chateado por ter sido informado de sua demissão, no último domingo, por meio da imprensa. Teria pesado ainda na decisão o fato de o presidente Temer enfrentar hoje seu maior desgaste, com ameaça de perder o mandato no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 6 de junho.

Serraglio também estaria incomodado com posições defendidas pelo novo ministro da Justiça, Torquato Jardim, que já sinalizou possíveis mudanças na cúpula da Polícia Federal. O atual diretor da corporação, Leandro Daiello, é considerado como um dos ”pilares” da Lava Jato.

Rocha Loures, 1º suplente de Serraglio na Câmara, pode permanecer com foro privilegiado pois seu caso está atrelado ao de Temer no Supremo Tribunal Federal (STF). Em delação de Joesley Batista, um dos donos da JBS, o deputado aparece como “homem de confiança” de Temer, chegando a transportar R$ 500 mil em propinas.

Redação O POVO Online 

TAGS