PUBLICIDADE
Notícias

Sindiute lança nota de repúdio contra Roberto Cláudio

Em debate televisivo nesta terça-feira, 26, o prefeito disse acabou com a ''mamata de interferência política pra professor não dar aula''

15:52 | 26/10/2016

O Sindicato União dos Trabalhadores em Educação de Fortaleza (Sindiute) lançou nota de repúdio ao prefeito Roberto Cláudio (PDT) após ele ter dito, em debate televisivo nesta terça-feira, 25, que havia “mamata” de professores nos laboratórios de informática e bibliotecas de escolas municipais.

A nota afirma que “política de seu governo que extinguiu das escolas públicas os laboratórios de informática e bibliotecas escolares, direitos de milhares de alunos” foi feita com “uma justificativa desqualificada, desrespeitosa, leviana”.

Ao ser questionado pelo adversário Capitão Wagner (PR) sobre o fechamento dos equipamentos de escolas, o prefeito afirmou que, ao contrário, havia aumentado o número de bibliotecas.

 

“O que acabamos foi com a mamata de interferência política pra professor não dar aula em sala de aula e ficar à disposição de laboratório e de biblioteca, e quem paga esse prejuízo, essa pena, é o estudante que não aprende e não tem aula”, disse.

Já o sindicato argumenta que “todos os espaços da escola são espaços de ensino e aprendizagem e as bibliotecas e laboratórios de informática são ferramentas didáticas imprescindíveis a escolas públicas de qualidade”.

“Essa prática condenável do Prefeito Roberto Claudio demonstra sua falta de responsabilidade com a educação de qualidade, autoritarismo e desrespeito aos trabalhadores, professores em pleno mês festivo em alusão aos nossos mestres”, diz, ainda, o texto. O Sindicato também afirma que tomará medidas judiciais contra declaração de RC.

 

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do prefeito e com a equipe de campanha para que ele respondesse a nota, mas, até o momento, não obteve resposta

Redação O POVO Online

TAGS