PUBLICIDADE
Notícias

Monica Iozzi é condenada a pagar R$ 30 mil a ministro Gilmar Mendes

No comentário, Iozzi criticou a liberdade provisória concedida por Mendes ao médico Roger Abdelmassih, indiciado por estupro e manipulação genética

14:20 | 03/10/2016
NULL
NULL

[FOTO1] 

A apresentadora Monica Iozzi terá que indenizar o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes em R$ 30 mil por causa de um comentário político, feito em seu Instagram. A ação, ingressada no início de junho, pedia R$ 100 mil por danos morais.

No comentário, Iozzi criticou a liberdade provisória concedida por Mendes ao médico Roger Abdelmassih, indiciado por estupro e manipulação genética. O juiz Giordano Resende Costa considerou, no último dia 21 de setembro, que Monica "extrapolou os limites de seu direito de expressão".

"Gilmar Mendes concedeu habeas corpus para Roger Abdelmassih, depois de sua condenação a 278 anos de prisão por 58 estupros" e escreveu: "Se um ministro do Supremo Tribunal Federal faz isso... Nem sei o que esperar", dizia o comentário que motivou o processo.

O juiz responsável pelo caso informou ainda, em seu parecer, que Monica é uma pessoa pública e "sua liberdade de expressão deve ser utilizada de forma consciente e responsável". Ele ainda alegou que o comentário sugeria que Gilmar Mendes era cúmplice dos estupros, "tornando questionável o seu caráter e imparcialidade na condição de julgador, fato suficiente para atingir sua honra e imagem".

A apresentadora ainda não comentou a ação.

Redação O POVO Online
TAGS