PUBLICIDADE
Notícias

Delação da Odebrecht falará sobre sítio frequentado por Lula, diz jornal

Acordo de delação da Odebrecht foi assinado com a Justiça na quarta-feira passada. Empresa bancou metade da mão de obra da construção de um anexo do sítio

11:33 | 01/06/2016

O sítio em Atibaia, que era frequentado pelo ex-presidente Lula, será um dos pontos incluídos na delação premiada da Odebrecht. A informação é da jornalista Mônica Bergamo, em coluna publicada nesta quarta-feira, 1º, no jornal Folha de S. Paulo.

Acordo de delação da Odebrecht foi assinado com a Justiça na quarta-feira passada, 25. A empresa bancou metade da mão de obra, 15 funcionários, utilizada na construção de um anexo com quatro suítes no sítio.

[SAIBAMAIS 4]Segundo a Folha, a empreiteira dará agora detalhes da negociação da obra em depoimentos a partir da próxima semana. Ainda segundo a coluna, a empreiteira irá também revelar conversas que teve com o governo Dilma Rousseff em busca de ajuda na Justiça.

Obstrução de Justiça

Uma das delações que mais atingiu o Planalto, depoimento de Delcídio do Amaral (ex-PT) relatava conversas com membros do alto escalão de Dilma articulando a nomeação de um ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O magistrado, diz Delcídio, teria concordado em votar pela libertação de Marcelo Odebrecht, presidente da empresa, da prisão.

A presidente afastada, no entanto, nega qualquer interferência na Lava Jato. 

Odebrecht está detido desde o ano passado. Uma das maiores empresas envolvidas no escândalo da Petrobras, a Odebrecht ficou em centro de outra polêmica, quando listas apreendidas na casa de um diretor da empreiteira citavam nomes e valores relacionados a diversos políticos, incluindo parlamentares da cúpula do PT, PSDB e PMDB.

Redação O POVO Online
TAGS