PUBLICIDADE
Notícias

Tasso diz ser 'constrangedor' segundo processo de impeachment em menos de 25 anos

Tucano também fez duras críticas ao sistema político do País

02:00 | 12/05/2016
NULL
NULL
O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) criticou a presidente Dilma Rousseff e o sistema político de 'imperfeições graves', durante discurso no plenário do Senado, na votação do processo de impeachment da petista, na noite desta quarta-feira, 12. O tucano lamentou a situação do País que, pela segunda vez em 24 anos, passa por um processo de afastamento de um presidente da República.

[SAIBAMAIS3]"É pela segunda vez que participo (de um processo de impeachment). Nos dois episódios há elementos em comum: o fracasso do modelo político. O modelo que se exariu está na raiz das diversas crises que nos atinge. Não deixa de ser constrangedor estarmos aqui pela segunda vez, em um quarto de século, para julgar um presidente da República", disse Tasso.

Para Tasso, o Congresso precisa se empenhar em corrigir o atual modelo político para dar maior representatividade aos governantes. O senador acredita que, o sistema vigente, obriga "qualquer presidente da República" a formar um governo de coalizão para se manter no poder.

"Isso gera fragmentação, descontinuida nas políticas públicas porque não existe integração aos diversos órgãos do governo", criticou Tasso.
Redação O POVO Online
TAGS