PUBLICIDADE
Notícias

Luizianne diz que afastamento de Cunha prova que impeachment é ilegal

A petista diz ainda que o afastamento, na atual conjuntura, aponta uma tentativa de setores em "limpar terreno" para posse de Michel Temer

15:32 | 05/05/2016

A ex-prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), comemorou nesta quinta-feira, 5, o afastamento de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara dos Deputados. Segundo a petista, decisão do ministro Teori Zavascki “prova” ainda que processo de impeachment contra Dilma Rousseff é ilegal e sem legitimidade.

Confira entrevista de Luizianne sobre o caso:

[VIDEO1] 

“Foi justamente ele, retirado agora pelo STF, quem não só elementou, mas também articulou todo o processo do impeachment. Não quero acreditar que houve toda uma conspiração para que ele pudesse cassá-la e, só posteriormente, ser afastado. Isso deveria ter sido feito há muito tempo”, diz Luizianne.

[SAIBAMAIS 4]A petista afirma ainda que o afastamento, na atual conjuntura, mostra uma “intenção do status quo”, incluindo setores da Justiça, em “limpar terreno” para a posse de Michel Temer (PMDB) como presidente da República.

“Isso mostra uma intenção do status quo, e aí coloco setores da Justiça, que estão limpando campo para Michel Temer assumir sem ruídos. Ruído é, na Comunicação, aquilo que não deixa fluir, alguma coisa que não deixa chegar a informação”, diz.

Redação O POVO Online
TAGS