PUBLICIDADE
Notícias

Gleisi Hoffmann e ex-ministro são denunciados na Lava Jato

De acordo com a denúncia, a campanha da senadora teria recebido R$ 1 milhão desviado no esquema de corrupção da Petrobras. Além de Paulo Bernardo, o empresário Ernesto Kugler também foi alvo da denúncia

14:11 | 07/05/2016
NULL
NULL

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou ao Supremo Tribunal Federal (STF) a senadora, Gleisi Hoffman (PT-PR), e seu marido e ex-ministro do Planejamento e das Comunicações, Paulo Bernardo, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. As informações são do site de notícias G1.

De acordo com a denúncia, em 2010, a campanha da senadora teria recebido R$ 1 milhão desviado no esquema de corrupção da Petrobras.

O empresário Ernesto Kugler, supostamente ligado ao casal, também foi denunciado no processo da Operação Lava Jato.
[SAIBAMAIS 4]
Segundo Janot, há indícios suficientes que comprovam o envolvimento do trio no caso, seja pelas delações premiadas da operação ou de provas geradas a partir delas.

O advogado da senadora e do ministro, Rodrigo Mudrovitsch, por sua vez, afirma que a denúncia contra seus clientes não se funda em provas sólidas. "Declarações desencontradas de delatores não devem permitir a instauração de uma ação penal. Acredito que isso será reconhecido pelo STF", defendeu, em entrevista à Folha de S.Paulo.

O relator da Lava Jato no STF, ministro Teori Zavascki, deve investigar a denúncia e levar o caso para a segunda turma do STF, que decidirá se aceita ou não recebê-la.

O caso tramita diretamente no Supremo, visto que Gleisi cumpre - primeiro - mandato de senadora e tem foro privilegiado.
 

Redação O POVO Online 

TAGS