PUBLICIDADE
Notícias

Em reunião, Temer anuncia medidas de combate à violência contra mulher

Reunião com secretários de Segurança dos Estados foi convocada após caso de estupro coletivo de uma jovem no Rio de Janeiro

11:03 | 31/05/2016
NULL
NULL

Um dia após sofrer nova baixa em seu primeiro escalão, o presidente em exercício Michel Temer (PMDB) participa nesta terça-feira, 31, de reunião comandada pelo ministro Alexandre de Moraes (Justiça) com secretarios de Segurança Pública de Estados. Na reunião, foram anunciadas medidas para combater a violência contra mulher no País.

"Estamos criando órgão para coordenar trabalhos de combate à violência contra a mulher", disse Temer, em discurso de abertura da reunião. O ministro da Justiça também focou discurso no tema, destacando estudo do Ministério da Justiça envolvendo crimes contra a mulher.

Polêmica

Medidas ocorrem após diversas polêmicas envolvendo ações do governo interino e questões de gênero. Logo após tomar posse, Temer extingiu o status de Ministério da Secretaria de Políticas de Mulheres no governo. Também causou grande polêmica a ausência de qualquer mulher no primeiro escalão do presidente em exercício. 

Além dos homicídios que vitimam mulheres, Alexandre de Moraes destacou casos onde a própria mulher, "após anos e anos sendo agredida, acaba matando o agressor". "Outro fato grave que detectamos é o filho que acaba matando o pai para defender a mãe", disse Alexandre de Moraes.

O ministro anunciou também a criação de um núcleo de proteção à mulher ligado ao Ministério da Justiça. Alexandre de Moraes disse ainda que deve enviar ao Congresso uma proposta que endureça o cumprimento de penas para todos os tipos de crime.

Convocada após caso de estupro coletivo de uma jovem no Rio de Janeiro, a reunião começou às 10h desta terça. Por volta das 10h37min, o presidente em exercício deixou o local.

Redação O POVO Online
TAGS