PUBLICIDADE
Notícias

Eduardo Bolsonaro quer criminalizar uso de foice e martelo

Projeto de Lei proposto pelo deputado federal proíbe apologia ao comunismo e fabricação e comercialização de símbolos do regime

15:10 | 24/05/2016
NULL
NULL

Filho do polêmico Jair Bolsonaro (PSC-RJ), o deputado Eduardo Bolsonaro (PSC-SP) protocolou Projeto de Lei que criminaliza apologia ao comunismo. O PL 5358/2016 proíbe abricação, comercialização, distribuição e veiculação da foice e do martelo ou "quaisquer outros meios para fins de divulgação favorável" ao comunismo.

Além disso, o PL também quer classificar como terrorismo a apologia a regimes comunistas. O projeto ainda está aguardando despacho do presidente da Casa, cargo assumido temporariamente por Waldir Maranhão (PP-MA).

Por meio de seu perfil no facebook, Eduardo Bolsonaro resume o projeto como "criminalização da foice e o martelo". "A implantação do sistema comunista passa pela desconstrução ds valores ocidentais e cristãos", afirma a publicação.

Redação O POVO Online

TAGS