PUBLICIDADE
Notícias

Acompanhe a 2ª parte da sessão que votará o impeachment de Dilma no Senado

Em tempo real, a sessão do Senado para decidir sobre o afastamento, ou não, da presidente Dilma Rousseff por até 180 dias

13:30 | 11/05/2016
NULL
NULL

[VIDEO1] 

>> Clique aqui para atualizar o tempo real

18h17min - O presidente do Senado, Renan Calheiros (PDMB-AL), diz que irá encerrar o segundo bloco de falas. O senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN) questiona o intervalo, mas Renan não desiste do intervalo. Sessão volta às 19 horas.

18h16min - PLACAR ATUAL

Pró-afastamento de Dilma: 18
Contra o afastamento: 4

18h14min - A senadora Fátima Bezerra (PT-RN) diz que com muita convicção votará "contra esta farsa".

18h10min - Debate sobre impeachment deve terminar somente nesta quinta-feira

18h09min - "Este golpe de Estado teve início quando o PSDB e seu candidato, Aécio Neves, se rebelaram contra o resultado das eleições", diz a senadora. 

18h03min - A senadora Fátima Bezerra (PT-RN) inicia sua fala.

17h59min - O senador Acir Gurgaz (PDT-RO) diz que vota pela abertura do processo de impeachment. "Expresso o sentimento majoritário da população brasileira", diz.

17h55min - Segundo divulgou o portal de notícias G1, Romero Jucá afirmou que, se Impeachment for aprovado e Temer assumir, ministérios devem ser divulgados na tarde de quinta-feira, 12.

17h51min - PLACAR ATUAL

Pró-afastamento de Dilma: 17
Contra o afastamento: 3 

17h50min - O senador Jorge Viana (PT-AC) diz que "não é justo o que estão tentando fazer com a democracia brasileira. Estão cassando a soberania do voto popular."

17h40min - Segundo informações do portal de notícias G1, Marcela Temer chegou há pouco em Brasília e seguiu para o Palácio do Jaburu. Temer segue reunido com aliados

17h36minPLACAR ATUAL

Pró-afastamento de Dilma: 17
Contra o afastamento: 2

17h33min - O senador Eunício Oliveira (PMDB) divulgou em seu perfil no Facebook que vai votar "sim" ao impeachment de Dilma e vai encaminhar voto favorável à bancada do PMDB. "Com o resultado do processo na Câmara, onde ela não garantiu nem 25% dos votos contrários ao seu impedimento, ficou comprovado que a presidente perdeu a condição de governar, de liderar um colégio eleitoral de 513 parlamentares e de transformar os sonhos da população brasileira em realidade. Governantes têm de liderar processos, têm de reunir maiorias, têm de construir consensos", disse o senador, que também destaca economia ruim do País".

[VIDEO2] 

17h30min -  Palco da maioria das manifestações anti-impeachment, Praça do ferreira, no Centro de Fortaleza, tem rotina normal em dia de votação no Senado. Havia um protesto marcado para as 16 horas desta quarta-feira, 11, mas, até agora, não há ninguém presente.

[FOTO4] 

17h23min - O senador José Agripino Maia (DEM-RN) diz que as pedaladas fiscais começaram nos anos 1990 com o fechamento de 23 bancos. 

17h21min - Segundo informações do portal de notícias G1, o senador Blairo Maggi, que era do PR, se filiou agora ao PP. Ele deve assumir Min. da Agricultura do governo Temer.

17h20min - PLACAR ATUAL

Pró-afastamento de Dilma: 16
Contra o afastamento: 2

17h20min - José Maranhão diz que vota pelo prosseguimento do processo de impeachment

17h19min - Ministros serão exonerados após decisão do Senado.

17h14min - O senador José Maranhão (PMDB-PB) diz que acredita que há indícios suficientes para seguir com o processo de impeachment.

17h10min- Grupo de manifestantes contra o impeachment ocupam o Consulado brasileiro na Argentina.

[FOTO3]

17h05min - PLACAR ATUAL

Pró-afastamento de Dilma: 15
Contra o afastamento: 2 

17h04min - A senadora Angela Portela (PT-RR) encaminha o voto "não" ao afastamento temporário de Dilma.

16h58min - A senadora Angela Portela (PT-RR) elogia os programas sociais do governo petista e alerta sobre o que significaria em termos de prejuízo o seu corte.

16h52min - Primeiro senador a defender Dilma, Telmário Mota diz que ela não roubou.

16h51min - A senadora Angela Portela (PT-RR) inicia sua fala e afirma que esse processo afronta o princípio democrático da Constituição Federal. Ela diz que não houve crime de responsabilidade por parte de Dilma.

16h48min - O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) diz que, como não há consenso, o requerimento não vai ser submetido a votação do Plenário. Ele diz que não lhe cabe "nem adiantar nem atrasar o relógio da história".

16h45min - O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), diz que há um requerimento para encurtar as falas de 15min para 10min. Ele diz que isso só pode ser decidido por decisão do Plenário.

16h38min - Cristovam Buarque diz que seu voto é um voto técnico, moral e jurídico. 

16h34min - "Não entendo como votar contra a dmissibilidade, fazer isso é ignorar que há indícios de crime de responsabilidade", diz Cristovam Buarque.

16h32min - Cristovam Buarque diz que vota pela admissibilidade pelo mesmo motivo que, 50 anos antes, cercou o palácio do governo de Pernambuco para tentar evitar a queda do então governador socialista Miguel Arraes.

16h30min - O senador Cristovam Buarque (PPS-DF) inicia sua fala.

16h26min - Malta, Ferraço e Romário engrossam discursos favoráveis ao impeachment

16h16min - PLACAR ATUAL

Pró-afastamento de Dilma: 13
Contra o afastamento: 1

16h15min - O senador Dário Berger (PMDB-SC) encaminha voto "sim" ao afastamento temporário da presidente Dilma.

16h08min - PLACAR ATUAL
Pró-afastamento de Dilma: 12
Contra o afastamento: 1

16h05min - O senador Sérgio Petecão (PSD-AC) encaminha voto "sim" ao afastamento temporário de Dilma.

16h03minLula vai participar de "despedida" de Dilma 

15h59min - "Não estou criando uma expectativa de que nós vamos resolver todos os problemas do País", diz Sérgio Petecão (PSD-AC). Ele fala ainda dos problemas do Acre e afirma que "governo Evo tomou uma refinaria nossa".  

15h55min - O senador Sérgio Petecão (PSD-AC) parabenizou o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), além de outros parlamentares. 

15h54minVotação do impeachment é notícia internacional mais comentada nos EUA 

15h53min - #TchauQueridaDay é a hashtag mais comentada no Twitter. Até o momento, são mais de 64 mil menções. Logo abaixo, a hashtag #GolpistasDay, com mais 25 mil citações e #GolpeDay, com cerca de 12 mil menções. 

15h52min - PLACAR ATUAL

Pró-afastamento de Dilma: 11

Contra o afastamento: 1   

15h48min - O senador Telmário Mota (PDT-RR) afirma que Dilma foi muito importante para Roraima. "Eles espalharam [a frase] 'Tchau, querida', poisé, tchau à democracia", ironiza. Ele é o primeiro senador a votar "não" ao afastamento de Dilma. 

 15h47min - O senador Telmário Mota (PDT-RR) disse que viu dez senadores falando em acabar com a corrupção, mas, desses, sete eram envolvidos em corrupção. 

15h44min - Telmário Mota (PDT-RR) cita "golpe branco", sem armas de fogo e que usa a caneta. Ele criticou Janaína Paschoal, uma das juristas que assinaram o pedido de impeachment. "Ela ganhou do PSDB R$ 45 mil para escrever o parecer pró-impeachment", afirma.

%2b Confira frases marcantes dos senadores na sessão que avalia afastamento de Dilma

 15h41min - "Quando o povo não planta, a cidade não janta", alega Telmário Mota (PDT-RR). Ele também falou em revanchismo e ódio da oposição, principalmente de Eduardo Cunha.  "O revanchismo não contra a Dilma, não contra o PT, mas contra o povo brasileiro", diz.

15h40minCaiado critica política econômica do PT em retomada de sessão no Senado 

15h36min - O senador Telmário Mota (PDT-RR) diz que vivemos um momento "histórico e vergonhoso". Ele fala em "tomada de poder" e defende Dilma."A presidente Dilma não cometeu crime de responsabilidade. A meta fiscal tem o período de um ano [...] Essa Casa anisitiou a pesidente da República, essa Casa não pode trabalhar com pegadinhas".  

15h33min - O senador Romário (PSB-RJ) diz que Brasil é "forte" para dar a ''volta por cima". "Os mandatos acabam, o País fica", diz ele. Afirma ainda que não apoia o fim dos programas sociais do Governo. "Deixo um apelo: é hora de juntar forças, superar diferenças e devolver ao Brasil sua grandeza".  

15h30min - O senador Romário (PSB-RJ) diz que participou de todos os debates e acompanhou as manifestações da defesa e da acusação. E afirma que "há, sim, crimes de responsabilidade".

15h28min - O senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) afirma que competência é obrigação. "Em nome dos capixabas, do meu querido Espírito Santo", diz ele ao votar "sim" ao afastamento de Dilma.  

15h25min -Ricardo Ferraço (PSDB-ES) fala em desemprego, fechamento de empresas e inadimplências de brasileiros. "Não há programa social que sustente uma constante massa de desempregados. O Estado perde a capacidade de financiar qualquer política pública", afirma.  

15h21min - O senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) fala sobre crimes atribuídos a Dilma. "O Governo Utilizou bancos fderais para financiar suas políticas, o que é vedado". Ele diz que governo tinha o objetivo de maquiar resultados e contribuiu para desestabilizar conta dos estados e municípios. 

15h19min - O senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) chama impeachment de "o mais amargo dos remédios". "[Impeachment] ganha relevo contra o mal governante que se desvia do compromisso de respeitar a lei", diz.

 15h16min - Ricardo Ferraço (PSDB-ES) inicia fala.

PLACAR ATUAL

Pró-afastamento de Dilma: 9 

Contra o afastamento: 0   

15h14min - O senador Magno Malta (PR-ES) encaminha voto "sim" ao afastamento temporário de Dilma. 

15h11min - "Já não tem mais um somzinho na sala [...] Nome sujo na praça [...] Eu quero falar em nome do futuro de um País que espera a nossa ação nessa tarde", diz Magno Malta (PR-ES). Ele diz que votará em nome de Ester (sua neta que vai nascer).

15h10min -  Magno Malta (PR-ES) diz que "PT é contra a família" e quer legalizar o aborto. "Eles destruíram a família, mas é preciso chamar a família que é o nascedouro de todas as coisas. E a Lava Jato? E a Petrobras?", afirma.

15h04min -  Magno Malta (PR-ES) exalta governos de FHC, pois  diz que foi quando foram criados "os fundamentos da economia" do País.  

15h01minPT promete fazer oposição firme a provável governo Temer  

15 horas - O senador Magno Malta (PR-ES) inicia fala. Ele diz que é preciso "amputar uma perna" para salvar o "corpo" do Brasil.

14h59min - A senadora Lúcia Vânia (PSB-GO) encaminha voto "sim" ao afastamento temporário de Dilma. 

14h55min - A senadora Lúcia Vânia (PSB-GO) fala sobre crimes de responsabilidade. Ela afirma que as acusações estão ''fartamente documentadas". "Em 2015, o País perdeu o selo de bom pagador, os capitais estrangeiros fundamentais tenderão a diminuir", cita.  

14h51min - A senadora Lúcia Vânia (PSB-GO) fala que o exame atual é técnico e analítico, "sem espaço para entrar nas polêmicas que têm dividido o País". ''O texto [de Anastasio] é copioso e eloquente", afirma. 

14h49min - Confira a lista dos 68 senadores que votam:

[FOTO2] 

14h45min - O senador Zezé Perrella (PTB-MG) acusa governo de "esculhambar" o setor elétrico, acabar com os empregos e estar "acabando com as empresas". "Não se pode admitir o que esse pessoal [PT] fez com militância paga. Se dependesse desse povo nós estaríamos até em uma guerra civil", continua.  Ele vota "sim" ao afastamento de Dilma.

14h44min - O senador Zezé Perrella (PTB-MG) diz que "ninguém que tem juízo" se alegra com a crise que o País está atravessando. 

14h40min - O senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) diz que votará "sim" ao afastamento da presidente.  

14h35min - Ronaldo Caiado (DEM-GO) diz que PT se elegeu vendendo mentiras, prometeu um "céu de brigadeiro". Ele fala sobre a crise econômica. O senador narra aumentos na conta de luz, na gasolina: "esta é a herança do PT em 13 anos". ''Como se diz no interior: cresceu para baixo'', completa.

14h31 - O senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) fala do relatório de Anastasia. Ele mostra um gráfico e diz que o governo desrespeita a opinião pública.   

14h26min - Sessão do Senado recomeça. Pela ordem, o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) é o próximo a falar.  

14h24min - Com atraso, presidente do Senado, Renan Calheiros  (PMDB-AL), volta à sua cadeira na Casa.  

14h16minJaques Wagner diz que governo Temer significará retrocesso no processo de inclusão social 

14 horas - PLACAR ATUAL

Pró-afastamento de Dilma: 5

Contra o afastamento: 0  

13h55min - A #TchauQueridaDay já possui 45.200 mil menções no Twitter. Ainda aparecem em destaque as hashtags: #GolpeDay (8.764 mil citações), #GolpistasDay (11.600 mil citações) e #ImpeachmentDay (11 mil citações). 

13h45min - Os cinco primeiros senadores a falar disseram que votam "sim" ao afastamento temporário da presidente Dilma Rousseff. Faltam falar 63 senadores antes da votação do afastamento.

 13h30min - Horário marcado para o retorno da sessão.

A sessão no Senado sobre a admissibilidade do processo de impeachment movido contra a presidente Dilma Rousseff começou às 10 horas desta quarta-feira, 11, com uma hora de atraso. O debate foi interrompido às 12h30min, e o retorno estava marcado para às 13h30min.

[FOTO1] 

Confira a 1ª parte da sessão que votará o impeachment de Dilma

TAGS