PUBLICIDADE
Notícias

Eunício diz que saída do PMDB do Governo não é "por cargos"

A decisão deve levar a entrega de sete ministérios e 600 cargos, caso seja aclamada em convenção partidária

13:45 | 29/03/2016
NULL
NULL
O senador Eunício Oliveira confirmou, em entrevista à rádio O POVO CBN, que o PMDB deve romper com o governo da presidente Dilma Rousseff na tarde desta terça-feira, 29. A decisão deve levar a entrega de sete ministérios e 600 cargos, caso seja aclamada em convenção partidária. 
 
"O deputado José Guimarães deu uma entrevista dizendo que o PMDB não sairia do Governo por causa de cargos e a decisão não está pautada em cargos, está pautada no sentimento da base do partido que decidiu assim. Não foi uma decisão do senador Eunício, não foi do líder, foi da base do partido", comentou no programa O POVO no Rádio. 
 
[SAIBAMAIS1]"Com essa decisão do afastamento o PMDB naturalmente virará um partido independente no cenário político nacional. Aquilo que for bom para o Brasil obviamente que o PMDB não vai se negar a apoiar", disse.
 
Redação O POVO Online
TAGS