PUBLICIDADE
Notícias

PMB e PSD unem bancadas na Assembleia Legislativa do Ceará

A aliança com entre PMB e PSD que, em abril de 2015, anunciou a saída da bancada governista na ALCE, parte também de relações familiares

12:04 | 27/01/2016
NULL
NULL
O recém-criado Partido da Mulher Brasileira (PMB) e o Partido Social Democrático (PSD) vão unir as bancadas e formar um dos maiores blocos da Assembleia Legislativa do Ceará (ALCE). A aliança foi definida nesta quarta-feira, 27, após reunião de integrantes dos partidos, no escritório do deputado federal Domingos Neto, presidente do PMB Ceará. Ao todo, a nova bancada deve ter oito parlamentares em exercício, além de um licenciado e um suplente.

Oficializado em setembro do ano passado, o PMB nasceu como partido grande, tanto no âmbito federal como municipal, por ter reunido políticos com mandato de outras legendas. A aliança com o PSD que, em abril de 2015, anunciou a saída da bancada governista na ALCE, parte também de relações familiares. A presidente estadual do PSD, Patrícia Aguiar, é prefeita de Tauá e mãe de Domingos Neto, ex-Pros.
[SAIBAMAIS 3]
Segundo o presidente do PMB, o bloco será de apoio ao governador Camilo Santana (PT), mas "terá sua autonomia". Até a sexta-feira, 29, deve ser encaminhado ofício à Mesa Diretora sobre a criação da bancada. Líder e vice-líder devem ser definidos em reunião na segunda-feira, 1°. Os indicados são os vice-líderes do Governo, Júlio César (PMB) e Leonardo Pinheiro (PSD).

Atualmente, integram o PMB os deputados Naumi Amorim (ex-PSL), Laís Nunes (ex-Pros), Bethrose (ex-PRP), Júlio César (ex-PTN), Odilon Aguiar (ex-Pros) e o suplente Nizo Costa (ex-PSDC). Já no PSD estão Gony Arruda, Leonardo Pinheiro, Professor Teodoro e Osmar Baquit, licenciado no Governo do Estado. O número de filiados ao PMB deve aumentar, já que, conforme a Justiça Eleitoral, não há risco de perda de mandato quando a mudança é para sigla recém-criada.

Eleições municipais
A aliança PMB-PSD deve se estender para as eleições municipais deste ano. Em Fortaleza, o grupo deve apoiar a reeleição do prefeito Roberto Cláudio (PDT). "Na reunião de hoje definimos que a eleição de Fortaleza também passa pela relação com o PDT em outros municípios, sobretudo onde o PMB terá candidato, como São Gonçalo do Amarante, Maracanaú e Cariús", pontuou Domingos.

A expectativa é de candidaturas de Júlio César em Maracanaú, Nizo Costa em Cariús, Laís Nunes em Icó e Bethrose em São Gonçalo, município do qual já foi primeira-dama.
TAGS