PUBLICIDADE
Notícias

Servidor do Incra preso no Maranhão é exonerado

19:20 | 03/12/2014
O superintendente regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) do Maranhão, Antônio César Carneiro de Souza, foi exonerado do cargo, segundo portaria publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira. Em nota publicada em seu site, o Incra esclarece que a exoneração ocorreu em razão da suspeita de prática de ilícito pelo superintendente levantada por investigações da Polícia Federal.

Souza foi preso na Operação Ferro e Fogo I e II, deflagrada ontem pela Polícia Federal no Maranhão, que apura esquema de fraudes envolvendo processos ambientais - o superintendente é suspeito de participar do esquema. Servidores do Ibama e da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Naturais do Maranhão também foram detidos.

O Incra esclareceu que, "a despeito da investigação não estar associada à nenhuma atividade dele relacionada à instituição, decidiu pelo seu afastamento da função". Na nota, o Incra afirma que a nomeação do servidor, que pertence aos quadros do governo do Estado do Maranhão e foi cedido ao governo federal, seguiu os trâmites legais para o tipo de função comissionada e nada foi apontado que desabonasse a sua conduta. "No entanto, ante a suspeição da prática de um possível ilícito, a direção nacional do Incra decidiu pela exoneração do servidor da função de superintendente regional", diz o Incra.

TAGS