PUBLICIDADE
Notícias

Sartori terá reunião de trabalho com secretariado logo após a posse no RS

12:20 | 31/12/2014
O governador eleito do Rio Grande, do Sul, José Ivo Sartori (PMDB), tomará posse nesta quinta-feira, 1, no início da tarde, com o desafio de contornar a grave crise financeira do Estado. Ciente das dificuldades que terá pela frente, ele convocou, para as 17h30 desta quinta-feira, logo após a cerimônia, uma reunião com os secretários empossados.

O primeiro ato da posse do governador e do vice-governador, José Paulo Cairoli (PSD), é o juramento na Assembleia Legislativa, que terá início às 14h e será conduzido pelo presidente da Casa, deputado Gilmar Sossella (PDT).

Terminado o evento na Assembleia, Sossella acompanhará Sartori e Cairoli até a saída do Parlamento. Na sequência, os dois empossados irão até o Palácio Piratini, sede do governo estadual, onde ocorrerá a transmissão de cargo, às 15h, no Salão Negrinho do Pastoreio.

De acordo com a programação oficial, os hinos nacional e rio-grandense serão executados pela banda da Brigada Militar (BM), seguidos da leitura e assinatura da ata de transmissão. O protocolo prevê que tanto Sartori quanto o atual governador, Tarso Genro (PT), façam pronunciamentos. Depois, o novo governador levará o antecessor até a porta para a despedida. Na sequência, serão empossados os secretários e o procurador-geral do RS.

Mais de dois mil convidados são esperados no Palácio Piratini, entre autoridades, representantes de instituições e familiares do governador, do vice e dos secretários.

Brasília

Tarso gostaria que as solenidades na capital gaúcha ocorressem de manhã, pois tinha a intenção de, na parte da tarde, acompanhar em Brasília a posse da presidente Dilma Rousseff (PT) - que começa às 14h40.

Como Sartori optou por marcar os eventos para o início da tarde, o petista teve que desistir do plano de ir a Brasília. De acordo com a assessoria de Tarso, a decisão do sucessor com relação ao horário das cerimônias foi "acatada com tranquilidade".

TAGS